domingo, 30 de janeiro de 2011

.& Grenal eletrizante ...




GREMISTA é diferente de qualquer outro torcedor
É diferente, pois não se restringe a ser somente torcedor
Ser GREMISTA é uma escolha de vida
Desde quando seu pai lhe deu a 1a camiseta
Na saúde e na doença
Nas alegrias e nas tristezas
Mesmo quando a doença parece não ir
E as tristezas teimam em permanecer

O GREMISTA é capaz de
Após uma derrota humilhante
Pegar a camisa no armário
E sair às ruas
Isso por que o
GREMISTA não torce por um time
Não torce por um jogador
Torce com sua alma, por uma alma
Torce com seu coração, por um coração
Por uma nação, a NAÇÃO TRICOLOR

Os GREMISTAS apóiam seu time na derrota
Pois os obstáculos nos engrandecem nosso sentimento de nacionalismo


-> Assistam pela Rádio Pop Rock 107.1 de Porto Alegre/RS e sigam a Máquina do Cafezinho
(@maquinadocafe)


E que me perdoem os que têm apenas títulos

Claro que são importantes
Mas o GREMISTA tem algo que os outros nunca terão
Tem paixão
Tem coraçao
E acima de tudo...

RAÇA





A expressão Gre-nal surgiu em 1926, quando o jornalista Ivo dos Santos Martins (torcedor do Grêmio), cansado de ter de escrever por extenso os longos nomes dos dois clubes, inventou a expressão. Já o ex-governador do Rio Grande do Sul e patrono do Internacional, Ildo Meneghetti, definiu de forma tautológica o grande clássico gaúcho: "Gre-nal é Gre-nal".
O Gre-nal é considerado, proporcionalmente, o maior clássico regional do Brasil, por dividir ao meio praticamente todo o Estado do Rio Grande do Sul. Em outros estados, o número de grandes clubes chega, às vezes, até a quatro. Já no Rio Grande do Sul, apenas recentemente o Juventude vem surgindo como outra grande força no futebol estadual.
Fundado seis anos antes, o Grêmio liderou com folga as estatísticas de Gre-nais nos primeiros anos de disputa, tendo vencido o primeiro Gre-nal da história pelo placar de 10 a 0, em 18 de julho de 1909, sendo cinco gols marcados pelo alemão Edgar Booth, o qual é também o autor do primeiro gol da história do clássico.
O Internacional assumiu a vantagem no número de vitórias no Gre-nal de número 89 (Internacional 4x2 Grêmio), disputado em 30 de setembro de 1945, na época do "Rolo Compressor", e nunca mais foi superado. Na ocasião, o clube passou a ter 38 vitórias no clássico, contra 37 do Grêmio e 14 empates.
No início dos anos 80, a vantagem do Internacional chegou a ser de 31 clássicos. Em 2002, a diferença chegou a cair para 14 jogos, mantendo-se atualmente em 20 vitórias a mais para o Internacional.
Boa parte da vantagem atual também foi construída no período de 1969 a 1976, com a construção do Estádio Beira-Rio e a montagem de um dos maiores times da história do Internacional. Naquele período, foram disputados 40 confrontos, com o Inter tendo vencido 18, empatado 18 e perdendo apenas 4 jogos, ficando invicto por 17 partidas (17 de outubro de 1971 a 13 de julho de 1975), o maior período de invencibilidade dos Gre-nais. Já o maior período de invencibilidade do Grêmio foi entre 16 de junho de 1999 e 28 de outubro de 2002, quando chegou a ficar 13 jogos invicto.
O maior número de vitórias consecutivas é do Grêmio, com 6 vitórias consecutivas, que conseguiu esta façanha 4 vezes, sendo a última em 1977-78. Já a maior sequência do Internacional é de 5 vitórias consecutivas, feito que conseguiu 4 vezes.
Enquanto o Grêmio conseguiu vencer ao Internacional, por mais de 2 gols de diferença, 8 vezes no Estádio Olímpico e apenas 1 vez no Estádio Beira-Rio, o Internacional, por sua vez, venceu 3 vezes no Olímpico e apenas 1 no Beira-Rio. De fato, o Internacional passou 40 anos (entre 1954 e 1994) sem golear o Grêmio. E somente 39 anos após a fundação do Estádio Beira-Rio, o Internacional conseguiu golear o rival em seu estádio.
Após décadas de um processo popularmente conhecido no Rio Grande do Sul como "gangorra" (quando um dos dois clubes encontra-se em boa fase e o outro em um mau momento, e vice-versa), o ano de 2006 foi atípico. No Campeonato Brasileiro, o Inter terminou na segunda colocação na classificação geral, enquanto que o Grêmio terminou em terceiro, proporcionando aos dois clubes participarem juntos, pela primeira vez, da Taça Libertadores da América do ano seguinte.

Conovocação ao Exército Tricolor

Gremista, nunca o Grêmio precisou tanto da gente.
Não o Grêmio do Danrlei, do Roger, do Tinga, do
Gilberto, mas o Grêmio da gente. Aquele que em 105
Anos, aquele que nos deu a América e o Mundo de presente.
Aquele que não perde Grenal, aquele que nosso avô e nosso pai
Ensinou a amar.
JAMAIS DIGA A UM GREMISTA QUE EXISTE ALGO IMPOSSÍVEL.
Que time seira capaz de sair da segunda divisão em 1992 e ser campeão 2 anos
Depois? Que time terai força para juntos seus trapos de ser campeão da
América somente 3 anos depois? Que time seria capaz de ir ao Maracanã, enfrentar
100.000 Flamenguistas e ser Tricampeão do Brasil? Que time seria capaz de ir ao
Morumbi e vencer outros 70.000 Corintianos e ser campeão precisando de uma vitória
Em 2001?
IMPOSSÍVEL? PERGUNTE PARA UM GREMISTA COMO FAZER!
Nosso time é marcado pela força da torcida. É ela que sempre fez a nossa diferença.
Quem não se arrepia quando lembra que em 1996 , na final com a Portuguesa, aos 36 minutos do segundo tempo é a torcida estava cantando o hino quando o Aílton fez o gol
Do título? Quem não se emociona quando lembra do sofrimento de 1995 , e a corrente que a nação gremista fez quando o Dinho foi bater aquele pênalti em Medellín e a festa foi a volta tricolor? O Grêmio precisa da gente. Não o Grêmio dos jogadores, dos dirigentes, dos empresários, mas o nosso Grêmio , o Grêmio da torcida. A nossa resposta tem que ser dada
No campo. Vamos pro Olímpico e vamos mostrar o que é realmente um alçapão.Façamos das palavras do Tite as nossas :
NÃO SUBSTIMEM A RACA, A FORÇA, A TRADIÇÃO E A TORCIDA GREMISTA.
Se a gente comparecer e gritar mais alto, o jogo começa 1 a 0 pra grente e os jogadores farão a parte deles.

>> Dica de filme: Antes de partir

Tudo Azul
Lulu Santos
Tudo azul
Todo mundo nu
No Brasil
Sol de norte a sul
Tudo bem
Tudo zen
Meu bem
Tudo sem
Força e direção
Nós somos muitos
Não somos fracos
Somos sozinhos nesta multidão
Nós somos só um coração
Sangrando pelo sonho
De viver
Eu nunca fui o rei do baião
Não sei fazer chover no sertão
Sou flagelado da paixão
Retirante do amor
Desempregado do coração

A nação conta sempre contigo!
Você não pode ficar fora.

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

._) Ser você mesmo ....


Extraído da coluna de Cacau Menezes no jornal Estadão)

Um exemplo do que é estar no lugar errado na hora errada.

A fonte é a Agência Reuters.Prestem atenção nesta história ABSURDA:

"As autoridades de combate a incêndios da Califórnia encontraram um cadáver em uma seção de floresta queimada, enquanto avaliavam os estragos de um grande incêndio florestal.

O falecido estava vestido com um traje completo de mergulho, mais cilindro de oxigênio, pés de pato e máscara.

A autópsia revelou que a causa da morte não foram as queimaduras, mas sim maciças lesões internas. O registro dental permitiu a identificação do corpo. A partir daí, iniciaram-se investigações para determinar como um mergulhador com traje completo de mergulho foi parar no meio de um incêndio florestal.

Finalmente descobriram que, no dia do incêndio, a vítima tinha ido para uma viagem de mergulho em alto mar, aproximadamente a 20 milhas de distância de vôo, da floresta.

Os bombeiros, procurando controlar o fogo o mais rápido possível, embarcaram em uma frota de helicópteros equipados com baldes enormes.
Os baldes eram baixados no oceano para enchimento rápido e, em seguida, eram carregados suspensos até a floresta, onde a água era despejada."

Dá para imaginar um negócio desses? Num segundo, nosso mergulhador estava, como flipper, mergulhando no pacífico, e no outro, estava preso dentro de um balde de incêndio, balançando e chacoalhando a mil pés de altitude, até ser jogado com a água na floresta em chamas.

E você ainda acha que o seu dia está sendo ruim!!!


A gente pode
morar numa casa mais ou menos,
numa rua mais ou menos,
numa cidade mais ou menos,
e até ter um governo mais ou menos.

A gente pode
dormir mais ou menos,
comer um feijão mais ou menos,
ter um transporte mais ou menos,
e até ser obrigado a acreditar mais ou menos no futuro.

A gente pode olhar em volta
e sentir que tudo está mais ou menos.

Tudo bem.

O que a gente não pode mesmo,
nunca, de jeito nenhum,
é amar mais ou menos,
é sonhar mais ou menos,
é ser amigo mais ou menos,
é namorar mais ou menos,
é acreditar mais ou menos.
Senão a gente corre o risco de se tornar
uma pessoa mais ou menos.


40 Dicas para levar a vida numa boa


1 - Caminhe de 10 a 30 min. todos os dias. Enquanto caminha, sorria.

2 - Fique em silêncio pelo menos 10 min. cada dia. Se necessário a sós.

3 - Escute boa música todos os dias, é um autêntico alimento para o espirito.

4 - Ao levantares pela manhã diga o seguinte: Meu propósito hoje é...

5 - Viva com os 3 E's...Energia, entusiasmo e empatia.

6 - Divirta-se mais do que no ano passado.

7 - Leia mais livros que no ano passado.

8 - Olhe para o céu pelo menos uma vez ao dia, leve em conta a majestade do mundo em torno de você.

9 - Sonhe mais enquanto estás acordado.

10 - Coma mais alimentos naturais como, frutas e verduras e menos alimentos industrializados e os que requer sacrifício.

11 - Coma castanhas e nozes. Tome muita água e um cálice pelo menos de suco de uva todos os dias.

12 - Experimente tratar bem pelo menos três pessoas por dia.

13 - Elimine a desordem da tua casa, do carro, do escritório e deixe que uma nova energia flua em sua vida.
14 - Não gaste teu precioso tempo em fofocas, coisas do
passado, pensamentos negativos e coisas fora do teu controle. É melhor investir tua energia em coisas positivas.

15 - Note que a vida é uma escola e você está aqui para aprender. Os problemas são lições que vêm e vão. O que você aprende é melhor investir nas necessidades presentes.

16 - No desjejum coma como um rei, no almoço como um príncipe e no jantar como mendigo.

17 - Sorria mais.

18 - Não deixes passar a oportunidade de abraçar quem aprecias.

19 - A vida é muito curta para desperdiçar tempo odiando alguém.

20 - Não se cobre tanto. Não faz bem.

21 - Você não tem que vencer todas as discussões. Demonstre que não está de acordo e aprenda com os outros.

22 - Esteja em paz com teu passado, assim não arruinarás teu presente.


23 - Não compares tua vida com a dos outros. Não tens idéia do caminho que eles andaram.

24 - Ninguém é responsável pela tua felicidade, exceto você mesmo.

25 - Lembre-se que você não tem controle sobre o que acontece com você, mas sim o que fará da sua vida.

26 - Aprenda algo novo cada dia.

27 - O que os outros pensam de você não importa.

28 - Aprecie teu corpo e desfrute-o.

29 - Não importa quão boa ou ruim é a situação, mude-a se necessário.

30 - Seu trabalho não vai se preocupar se estás doente. Seus amigos sim. Fique em contato com eles.
31 - Descartar qualquer coisa que não seja útil, bonito e divertido.

32 - Inveja é um desperdício de tempo. Você já tem tudo que necessita.

33 - O melhor está para acontecer

34 - Não importa como te sentes, levante-se, vista-se e participe.

35 - Viva com plenitude do seu ser.

36 - Comunique-se com teus familiares com frequência, mandando-lhes mensagens como: Estou pensando em você!

37 - Cada noite antes de dormir diga o seguinte:
Dou graças por ___________________.
Hoje eu consegui _____________________.

38 - Lembre-se de que você é muito abençoado para estar estressado.
39 - Aproveite a viagem. Só tens uma oportunidade de tirar o melhor proveito.

40 - A vida é bela. Aproveite-a enquanto podes



29 Dicas Contra o Envelhecimento




Sabe-se que o envelhecimento é um processo biológico que pode ser controlado. Há uma série de estudos afirmando que um estilo de vida saudável é uma das chaves da longevidade . Confira alguns deles:

1. CASE-SE - Segundo estudo publicado no Health Psychology Journal, dos Estados Unidos, as pessoas que se mantêm em longas e bem-sucedidas uniões têm uma expectativa de vida maior em comparação àquelas que se casam novamente ou terminam a vida divorciadas. (mas, por favor, ficar com a pessoa errada causa mais problemas de saúde ainda... façam boas escolhas...)

2. EXPRESSE SUAS EMOÇÕES - Journal of Clinical Psychology, da Inglaterra, aqueles que manifestam suas emoções por meio de alguma atividade artística, como cantar, escrever e pintar, são mais saudáveis do que as pessoas que não o fazem.

3. TENHA HORÁRIOS - Evite a prática de exercícios entre as 11 da manhã e a 1 da tarde. É quando a produção de adrenalina atinge seu pico. O sangue fica mais grosso do que o normal, a pressão arterial sobe e o batimento cardíaco se leva. Durante essas duas horas, é maior a probabilidade de uma placa de gordura se romperem um vaso, o que pode provocar derrame cerebral ou infarto no coração.

4. SEJA SOLIDÁRIO - Segundo estudo publicado na revista Psychology Science, dar apoio físico ou emocional a outras pessoas reduz em até 60% o risco de morte prematura no idoso.

5. PREFIRA AS COMÉDIAS - O riso espontâneo promove a dilatação dos vasos e melhora o fluxo sanguíneo. Também reduz os níveis de adrenalina e cortisol no sangue e aumentam a liberação de endorfinas, hormônios ligados às sensações de bem-estar e prazer. Quer mais? Ainda emagrece. Estudos da Universidade Vanderbilt, nos Estados Unidos, concluíram que dar boas risadas por um período de dez a quinze minutos, faz uma pessoa queimar, em média, 50 calorias.

6. USE O FIO DENTAL - De acordo com pesquisadores da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, a inflamação bacteriana da gengiva, causada pelo acúmulo de resíduos alimentares entre os dentes, aumenta em 72% o risco de doença cardiovascular.

7. IMITE OS BRITÂNICOS - Ser pontual é bom, mas beber chá é ainda melhor. De acordo com o jornal Phytotherapy Research, o hábito cultivado pelos ingleses pode ajudar no combate à doença de Alzheimer. Estudos indicam também que o consumo de chá reduz os riscos de câncer. O chá verde é o que promete maiores benefícios.

8. LARGUE O CIGARRO - Fumantes regulares vivem, em média, dez anos menos do que um não-fumante. Cerca de 90% dos casos de câncer nos pulmões, a neoplasia que mais mata no Brasil, estão relacionados ao tabagismo.

9. BEBA COM MODERAÇÃO - Estudos mostram que o consumo diário de até duas taças de vinho deve fazer parte da receita para uma vida longa. A cerveja, quando consumida moderadamente, pode trazer benefícios à saúde, apontam pesquisas recentes.

10. COMA MENOS - Nos Estados Unidos, um estudo comparou cinqüentões que viviam de dieta com outros que consumiam, em média, 2 000 calorias por dia. A conclusão foi que o primeiro grupo teve uma expectativa de vida cerca de 30% maior, além de aparentar ser mais jovem do que os congêneres da mesma idade.

11. MORE PERTO DE UM PARQUE -. Um estudo realizado por pesquisadores japoneses concluiu que a expectativa de vida dos idosos que moram próximo a áreas verdes é maior do que a daqueles que vivem cercados de arranha-céus.

12. VÁ DE VERDE - Vegetais verde-escuros, como espinafre, rúcula e brócolis, são ricos em ácido fólico, uma substância que ajuda a manter a integridade do DNA.

13. MANTENHA A MENTE ATIVA -. Pesquisas mostram que a doença de Alzheimer tem maior incidência entre as pessoas com baixo nível de instrução. Estudo publicado no New England Journal of Medicine relaciona a leitura, os jogos de cartas e de tabuleiro e as palavras cruzadas com a redução do risco de demência em pessoas com mais de 75 anos.

14. TOME VITAMINAS - Cápsulas de vitamina C são as mais indicadas. Seu consumo ajuda a prevenir a degeneração macular, que afeta 3 milhões de brasileiros e é a maior causa de cegueira em pessoas com mais de 50 anos. Consulte seu médico sobre a dosagem.

15. CURTA O CHOCOLATE - Em pequenas quantidades, ele pode ser benéfico à saúde. Segundo estudo do King's College, de Londres, a quantidade de flavonóides encontrada em 50 gramas de chocolate é equivalente à de seis maçãs, duas taças de vinho ou sete cebolas. Os flavonóides têm sido apontados como importantes armas no combate aos radicais livres.

16. DE PREFERÊNCIA AOS PESCADOS - Peixes de água profunda, como salmão e anchova, são ricos em ômega 3. Esse poderoso antioxidante, segundo o jornal da Associação Médica Americana, pode reduzir em até 81% o risco de morte súbita no homem.

17. SEJA OTIMISTA - Após dez anos estudando como a personalidade de uma pessoa pode influir no aumento ou na diminuição da expectativa de vida, pesquisadores holandeses concluíram que ter uma atitude positiva pode diminuir em até 55% o risco de morte prematura.

18. NÃO PULE O CAFÉ-DA-MANHÃ -. Pesquisa do Instituto de Gerontologia a Universidade da Geórgia, nos Estados Unidos, averiguou que os centenários não costumam dispensar a primeira refeição do dia.

19. TENHA UM ANIMAL DE ESTIMAÇÃO - O conselho foi seguido por operadores da bolsa de valores de Nova York,avaliados em um estudo. Foi tão eficaz no combate ao stress que metade deles suspendeu o uso de medicamentos contra a hipertensão. Quem tem um bichinho em casa vai ao médico com menor freqüência, afirmam pesquisadores da Universidade de Cambridge, na Inglaterra.

20. REDUZA O SAL - Essa medida é importante no tratamento e na prevenção da hipertensão arterial, um dos fatores de risco para doença cardiovascular. Evite mais de 6 gramas por dia, o equivalente a uma colher de chá.

21. INVISTA EM CULTURA - Depois de acompanhar 12 000 pessoas por nove anos, pesquisadores suecos observaram que, em média, as chances de uma pessoa alcançar a longevidade foram 36% maiores naquelas que cultivavam o hábito de realizar programas culturais, como visitar galerias de arte, assistir a peças de teatro e freqüentar concertos musicais.

22. SINTA-SE EM CAPRI - Está provado que uma dieta mediterrânea, rica em vegetais, peixes e azeite de oliva, pode afastar doenças como hipertensão, diabetes e obesidade, capazes de encurtar a vida em até dez anos. A pesquisa foi feita com 1507 homens e 832 mulheres, entre 70 e 90 anos, em onze países europeus.

23. ABUSE DO MOLHO DE TOMATE - Pesquisas conduzidas pelo médico americano Michael Roizen, autor do livro Idade Verdadeira e fundador do Real Age Institute, um dos mais respeitados centros de estudo da saúde e do metabolismo humano, mostram que dez colheres de molho de tomate ingeridas semanalmente podem reduzir pela metade o risco de ocorrência de onze tipos de câncer. O tomate é rico em licopeno, um antioxidante encontrado nos vegetais vermelhos.

24. DURMA BEM - Estudos sugerem que a falta de sono crônica pode ter um impacto negativo nas funções metabólicas e endócrinas. Quando se dorme menos de cinco horas, há um desequilíbrio no metabolismo.

25. CONTE ATÉ CINCO - De acordo com a Organização Mundial de Saúde, esse é o número mínimo de porções de frutas e vegetais que uma pessoa deve comer por dia. A OMS defende que uma alimentação balanceada e rica em vitaminas, fibras e minerais pode reduzir em até 40% o risco de câncer.

26. VISITE O OFTALMOLOGISTA - Depois dos 50 anos, a chamada vista cansada se torna ainda mais comum. Com a idade, também aumentam os riscos de glaucoma e catarata. Além disso, alterações de fundo de olho podem indicar a presença de diabetes e hipertensão.

27. MODERAÇÃO COM A CARNE VERMELHA - Pesquisa sobre hábitos alimentares em dez países europeus concluiu que o consumo diário de carne vermelha aumenta o risco de câncer de intestino em até 35%. Mas não a evite. Proteínas são essenciais para quem faz atividade física regularmente, não só porque dão resistência mas também porque ajudam a tornear os músculos.

28. MOVA-SE - De acordo com a Associação Americana do Coração, o sedentarismo, por si só, aumenta o risco de doença coronariana em, pelo menos, uma vez e meia. Exercícios diários moderados ajudam a aumentar o tempo de vida em até seis anos.

29. TENHA FÉ - Segundo o International Journal of Psychiatry and Medicine, ter uma crença forte em algo ajuda a combater o stress e problemas emocionais. Cultue uma religião, creia que fé pode mudar muitas coisas numa vida, se apegue sua crença, sem ela ninguém conseguirá sobreviver. O otimismo é o melhor caminho pra uma felicidade interior.

>>> http://ultimosegundo.ig.com.br/cultura/musica/revelada+a+lista+de+faixas+do+novo+disco+do+strokes/n1237969354706.html

Revelada a lista de faixas do novo disco do Strokes
"Angles", quarto álbum da banda, tem lançamento marcado para março
iG São Paulo | 26/01/2011 13:09
A+ A-
Compartilhar:
Foto: Getty Images
Julian Casablancas, vocalista do Strokes
Foi revelada a lista de faixas do novo álbum do Strokes, "Angles". O álbum, o primeiro da banda desde 2006, terá dez faixas e o primeiro single será "Undercover of Darkness". O lançamento na Europa e na América do Norte está marcado para o final de março.

Em entrevista recente à Rolling Stone americana, o guitarrista Albert Hammond Jr. disse que a banda não pretende passar outros cinco anos até produzir seu quarto disco. O guitarrista Nick Valensi foi pelo mesmo caminho. "Não quero lançar um disco a cada cinco anos. Eu amo estar nessa banda e quero que ela seja a minha carreira", explicou.

"Angles" será o quarto disco do Strokes. Os anteriores foram "Is This It" (2001), "Room on Fire" (2003) e "First Impressions of Earth" (2006). As gravações aconteceram no estúdio de Hammond, com produção da própria banda. Veja abaixo a lista de faixas do disco:

"Machu Picchu"
"Under Cover of Darkness"
"Two Kinds of Happiness"
"You’re So Right"
"Taken For A Fool"
"Games"
"Call Me Back"
"Gratisfaction"
"Metabolism"
"Life Is Simple In The Moonlight



Lollapalooza Chile anuncia escalação de bandas
The Killers e Kanye West são principais atrações. Festival acontece nos dias 2 e 3 de abril, em Santiago
iG São Paulo | 28/01/2011 09:11

• A+
• A-

Compartilhar:

Foto: Getty Images
Brandon Flowers, vocalista do The Killers
O rapper Kanye West e a banda The Killers são as principais atrações da edição chilena do festival Lollapalooza, que acontece nos dias 2 e 3 de abril em Santiago. A banda carioca Matanza e os paulistanos do Cansei de Ser Sexy são as atrações brasileiras presentes no line-up.
Arcade Fire e The Strokes, principais atrações dos festivais de verão europeus e que estavam cotados como atrações do Lollapalooza Chile, não estão na escalação. Outros destaques são a banda Jane's Addiction, de Perry Farrel, criador do festival, 30 Seconds to Mars, Fatboy Slim, The Flaming Lips e a cantora Cat Power.
Os ingressos estão à venda no site Puntoticket. O passe normal para os dois dias custa R$ 189, enquanto a área VIP sai por R$ 550. No ano em que completa 20 anos de sua edição de estreia, o Lollapalooza acontece pela primeira vez fora dos Estados Unidos.
Veja a lista completa com as 57 atrações
The Killers
Jane's Addiction
Kanye West
30 Seconds to Mars
Yeah Yeah Yeahs
Deftones
Fatboy Slim
The Flaming Lips
Armin Van Buuren
Cypress Hill
Ben Harper
James
Sublime with Rome
311
The National
Empire of the Sun
Cold War Kids
Cansei de Ser Sexy
Los Bunkers
Cat Power
Chico Trujillo
Devendra Banhart
The Drums
Boys Noize
Steel Pulse
Fischerspooner
Paerryetty vs. Chris Cox
Mala Rodríguez
Edward Sharpe
Datarock
Todos tus muertos
Bomba Estéreo
Ghostland Observatory
Joachim Garraud
Francisca Valenzuela
Zeta Bosio
Ana Tijoux
Quique Neira
Latin Bitman
DJ Raff
Toy Selektah
Fractal + Joe Vasconcellos
Fother Muckers
Astro
Devil Presley
Dënver
Como asesinar a Felipes
The Ganjas
Matanza
Ital
New Kids on the Noise
Magic Twins
Los Pulentos
Achu
Cuchara
Mundano
Los Plumabits

>> www.ultimosegundo.com.br/cultura

sábado, 22 de janeiro de 2011

.) Começar de novo ...


Em uma conferência, ao explicar para a platéia a forma de controlar o estresse, o palestrante levantou um copo com água e perguntou:
-"Qual o peso deste copo d'água?" As respostas variaram de 250g. a 700g.
O palestrante, então, disse: -“O peso real não importa. Isso depende de por quanto tempo você segurar o copo levantado”

"Se o copo for mantido levantado durante um minuto, isso não é um problema. Se eu mantenho ele levantado por uma hora, eu vou acabar com dor no braço. Mas se eu ficar segurando um dia inteiro, provavelmente eu vou ter cãibras dolorosas e vocês terão de chamar uma ambulância."

"Em todos essas situações o peso do copo é o mesmo, mas quanto mais tempo eu mantiver o copo levantado mais "pesado" ele vai se tornar."

E ele continuou:

-"E isso acontece também com o estresse e a forma como controlamos o estresse. Se você carrega tua carga por longos períodos, ou o tempo todo, cedo ou tarde a carga vai começar a ficar incrivelmente pesada e, finalmente, você não será mais capaz de carregá-la."

"Para que o copo de água não fique pesado, você precisa colocá-lo sobre alguma coisa de vez em quando e descansar antes de pegá-lo novamente. Com nossa carga acontece o mesmo. Quando estamos refrescados e descansados nós podemos novamente transportar nossa carga."
"Portanto, antes de voltarem para casa esta noite, depositem sua carga de trabalho/vida no chão.
Não carreguem para casa. Vocês podem voltar a pegá-la amanhã."
"Não importa o tipo de carga que estejam carregando agora, larguem ela, deixem no chão. Então relaxem e só voltem a carregar a carga depois que estiverem descansados. A vida é curta. Aproveitem!"


Em seguida, ele distribuiu um folheto contendo algumas formas de administrar as cargas da vida, que eram:

1 – Aceite que há dias em que você é o pombo e outros em que você é a estátua.
2 – Mantenha sempre tuas palavras leves e doces, pois pode acontecer de você precisar engolir todas elas.

3 – Só leia coisas que faça você se sentir bem e ter a aparência boa de quem está bem, caso você morra durante a leitura.

4 – Dirija com cuidado. Não só os carros apresentam defeitos e têm recall do fabricante.

5 – Se não puder ser gentil, pelo menos tenha a decência de ser vago.

6 – Se você emprestar R$20 para alguém e nunca mais vir essa pessoa, provavelmente valeu a pena pagar esse preço para se livrar dessa má pessoa.

7 – Pode ser que o único propósito da tua vida seja servir de exemplo para os outros.

8 – Nunca compre um carro que você não possa empurrar.

9 – Quando você tenta pular obstáculos lembre que está com os dois pés no ar e sem nenhum apoio.

10 – Ninguém se importa se você consegue dançar bem. Para participar e se divertir no baile, levante e dance.

11 – Uma vez que a minhoca madrugadora é a que é devorada pelo pássaro, durma até mais tarde sempre que puder.

12 – Lembre que é o segundo rato que come o queijo - o primeiro fica preso na ratoeira. Saiba esperar.

13 – Lembre, também, que sempre tem queijo grátis nas ratoeiras.

14 – Quando tudo parece estar vindo na tua direção, provavelmente você está no lado errado da estrada.

15 – Aniversários são bons para você. Quanto mais você tem, mais tempo você vive.

16 – Alguns erros são divertidos demais para serem cometidos só uma vez.

17 – Podemos aprender muito com uma caixa de lápis de cor. Alguns têm pontas aguçadas, alguns têm formas bonitas e alguns são sem graça. Alguns têm nomes estranhos e todos são de cores diferentes, mas todos são lápis e precisam viver na mesma caixa.

18 – Não perca tempo odiando alguém, remoendo ofensas e pensando em vingança. Enquanto você faz isso a pessoa está vivendo bem feliz e você é quem se sente mal e tem o gosto amargo na boca.

19 – Quanto mais alta é a montanha mais difícil é a escalada. Poucos conseguem chegar ao topo, mas são eles que admiram a paisagem do alto e fazem as fotos que você admira dizendo "queria ter estado lá".

20 – Uma pessoa realmente feliz é aquela que segue devagar pela estrada da vida, desfrutando o cenário, parando nos pontos mais interessantes e descobrindo atalhos para lugares maravilhosos que poucos conhecem.

(autoria desconhecida)



Quando eu ainda era um menino, ocasionalmente, minha mãe gostava de fazer um lanche, tipo café da manhã, na hora do jantar. E eu me lembro especialmente de uma noite, quando ela fez um lanche desses, depois de um dia de trabalho, muito duro.

Naquela noite longínqua, minha mãe pôs um prato de ovos, linguiça e torradas bastante queimadas, defronte ao meu pai. Eu me lembro de ter esperado um pouco, para ver se alguém notava o fato. Tudo o que meu pai fez, foi pegar a sua torrada, sorrir para minha mãe e me perguntar como tinha sido o meu dia, na escola.

Eu não me lembro do que respondi, mas me lembro de ter olhado para ele lambuzando a torrada com manteiga e geléia e engolindo cada bocado.

Quando eu deixei a mesa naquela noite, ouvi minha mãe se desculpando por haver queimado a torrada. E eu nunca esquecerei o que ele disse:

" - Amor, eu adoro torrada queimada..."

Mais tarde, naquela noite, quando fui dar um beijo de boa noite em meu pai, eu lhe perguntei se ele tinha realmente gostado da torrada queimada. Ele me envolveu em seus braços e me disse:

" - Companheiro, sua mãe teve um dia de trabalho muito pesado e estava realmente cansada... Além disso, uma torrada queimada não faz mal a ninguém. A vida é cheia de imperfeições e as pessoas não são perfeitas. E eu também não sou o melhor marido, empregado, ou cozinheiro!"

O que tenho aprendido através dos anos é que saber aceitar as falhas alheias, escolhendo relevar as diferenças entre uns e outros, é uma das chaves mais importantes para criar relacionamentos saudáveis e duradouros.

Amor , Essa é a minha oração para você, hoje. Que possa aprender a levar o bem ou o mal colocando-as aos pés de Deus. Porque afinal, Ele é o único que poderá lhe dar uma relação na qual uma torrada queimada não seja um evento destruidor."

De fato, poderíamos estender esta lição para qualquer tipo de relacionamento: entre marido e mulher, pais e filhos, irmãos, colegas e com amigos.

Não ponha a chave de sua felicidade no bolso de outra pessoa, mas no seu próprio. Veja pelos olhos de Deus e sinta pelo coração dele; você apreciará o calor de cada alma, incluindo a sua.

As pessoas sempre se esquecerão do que você lhes fez, ou do que lhes disse. Mas nunca esquecerão o modo pelo qual você as fez se sentir.



>> Dica de vídeo: >> http://www.youtube.com/watch?v=bf5FA_rPQb4

Acústicos & Valvulados - O Truque Já Aconteceu


Não terei tempo de procurar na rede o nome do culpado pela divisão das disciplinas de educação em três vertentes, mas de alguma forma o conhecimento formal ficou dividido em ciências biológicas, ciências exatas e ciências humanas. Acho lindo que tudo seja tratado de forma cientifica e organizada mas temo que esta tripartição não tenha sido um bom negócio, especialmente hoje, vendo que duas pernas se desenvolveram e uma ficou atrofiada. O homem passeia em Marte com seu robô e envia imagens ao vivo, com exatidão tecnológica surpreendente. Aqui na Terra, clona-se seres vivos e as esperanças de cura se renovam com o desenvolvimento de pesquisas com células-tronco. O tripé do conhecimento desenvolveu pernas longas e bem torneadas para as exatas e biológicas. Infelizmente, com o crescimento das outras duas, a terceira perninha, as ciências humanas, que incluem coisas como a filosofia e a ética, ficou ali, atrofiada e penduradinha como um bilauzinho no inverno polar. E isso, tem tudo a ver com a crise humana do mundo atual.

Estamos todos mais grotestos, mais rudes, mais estúpidos. Somos bem informados mas nos tornamos ignorantes. Temos automóveis com GPS mas dirigimos como trogloditas neuróticos. Viajamos pelo mundo inteiro mas temos preguiça de procurar o baldinho de lixo para jogar o papelzinho da bala. A falta de finesse é geral. Isso tudo, se não for coisa do demo, se não for a prova definitiva de que o projeto ‘ser humano’ não deu certo, só pode ser atribuído à falta de atenção que demos às ciências humanas, justamente aquelas mais sutis, que não dependem de equações, que não se baseiam nas medições matemáticas e não podem ser testadas em laboratório.

O vórtice vicioso que nos suga ralo abaixo passa por todas as estatísticas de descaso com as disciplinas que podem desenvolver o refinamento das pessoas. Não existem empregos para filósofos, sociólogos, pedagogos, historiadores, cientistas sociais. E, por não ter mercado, os estudantes não optam por estas matérias na hora de fazer o vestibular. Como a procura é pouca, há poucos cursos e etc. e tal.

O que fazer? Bem, esta é uma resposta para as ciências humanas também. Quem tiver sobrevivido na área terá que formular as soluções para esta crise de humanidade que vivemos hoje. Não sei onde o flower power murchou, onde o amor livre foi preso ou como a vida em fazendas cooperativas se transformou nesse mar de prédios de escritórios neuróticos baseados na competição. Só sei que temos que voltar até a bifurcação onde tomamos a trilha errada. Nesta trilha, ansiedade e depressão nos matam, o estresse e a má alimentação engordam, a ira destrói toda nossa capacidade de sentir e amar.

Eu, lentamente, comecei a voltar. E adoraria contar com todas as pessoas de bem, os irmãos de fé, os companheiros de jornada, os camaradas de ideologia, os humanos de coração, para um grande encontro de volta naquele velho ponto da bifurcação. Onde um dia, alguém colocou uma flor no cano de uma carabina.
Humanos, uni-vos.


Rosana Hermann.


Um casal de namorados estava voltando da praia, desciam a serra numa moto em alta velocidade...
Garota: - Devagar! Tô com medo..
Garoto: - Não! É divertido!
Garota: - Não é não! Por favor, está me assustando!
Garoto: - ...... (silêncio)... Então diz que me ama..
Garota: - Eu te Amo!
Garoto: - Agora me abraça bem forte! e a Garota o abraça...
Garoto: - Você pode tirar o meu capacete e colocar em você? Tá me incomodando, quero sentir o vento no meu rosto... e a Garota colocou o capacete..
No jornal do dia seguinte havia a seguinte notícia:
"Uma moto bateu na serra devido à aparente perda de freio ou problemas no motor, um dos jovens não possuía capacete e morreu na hora, outro está hospitalizado mas passa bem."
A verdade é que descendo a estrada, o garoto percebeu que os freios haviam falhado, e em seguida não funcionavam mais, a queda era eminente, mas ele não queria que a garota soubesse e se desesperasse. Ao invés disso ele fez com que ela dissesse que o amava e sentiu seu abraço uma última vez, e a fez colocar o seu capacete para que ela pudesse viver, mesmo sabendo que por causa disso ele iria morrer...
Felizes os que conseguem amar com essa intensidade.

E você para quem daria o capacete?
Pense...


Todas estão no www.maisnova.fm.br

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

.) Atualidades, informações ...










If It's Love
Train
Composição: Pat Manohan

While everybody else is getting out of bed
I'm usually getting in it
I'm not in it to win it
And there's a thousand ways you can skin it

My feet have been on the floor
Flat like an idle singer
Remember winger
I digress
I confess you are the best thing in my life

But I'm afraid when I hear stories
About a husband and wife
There's no happy endings
No Henry Lee
But you are the greatest thing about me

(Chorus)
If it's love
And we decide that it's forever
No one else could do it better
If it's love
And we're two birds of a feather
Then the rest is just whenever
And if I'm addicted to loving you
And you're addicted to my love too
We can be them two birds of a feather
That flock together
Love, love
Got to have something to keep us together
Love, Love
That's enough for me

Took a loan on a house I own
Can't be a queen bee without a bee throne
I wanna buy ya everything
Except cologne
'cause it's poison
We can travel to Spain where the rain falls
Mainly on the plain side and sing
'cause it is we can laugh we can sing
Have ten kids and give them everything
Hold our cell phones up in the air
And just be glad we made it here alive
On a spinning ball in the middle of space
I love you from your toes to your face

(Chorous)

You can move in
I won't ask where you've been
'cause everybody has a past
When we're older
We'll do it all over again

When everybody else is getting out of bed
I'm usually getting in it
I'm not in it to win it
I'm in it for you

If it's love
And we're two birds of a feather
Then the rest is just whenever
Then the rest is just whenever

If it's love
And we decide that it's forever
No one else could do it better
And if I'm addicted to loving you
And you're addicted to my love too
We can be them two birds of a feather
That flock together
Love, love
Got to have something to keep us together
Love, love
Got to have something to keep us together
Love, love
That's enough for me


>> www.ultimosegundo.com.br parte cultura


Bob Dylan assina contrato para escrever seis livros
Cantor pretende dar continuidade a "Crônicas: Volume 1", de 2004

AFP | 20/01/2011 09:54


O cantor americano Bob Dylan assinou contrato com a editora Simon & Schuster para publicar seis novos livros, informa a revista Crain's New York Business.

Dylan pretende escrever duas continuações do livro "Crônicas: Volume 1", publicado em 2004 e que se tornou um best-seller nos Estados Unidos.

Outro livro será baseado no programa que o artista tem em uma das cadeias do grupo de rádio por satélite Sirius XM. O tema dos três livros restantes não foi revelado.



Strokes define título e primeiro single de seu novo álbum
Disco, o primeiro da banda desde 2006, deve se chamar "Angles"

iG São Paulo | 19/01/2011 11:03

*
* A+
* A-

Compartilhar:

Foto: Divulgação

A banda Strokes

O Strokes definiu o título e o primeiro single de seu novo álbum, o primeiro da banda desde "First Impressions of Earth", de 2006. Em entrevista à Rolling Stone americana, o guitarrista Albert Hammond Jr. disse que o disco vai se chamar "Angles" e o primeiro single será "Undercover of Darkness".

Entre as demais faixas que estarão no disco, segundo ele, estarão "Taken For A Fool", "Life Is Simple", "Machu Picchu", "Radio Minor Madness" e "Call Me Back".

Hammond ainda garantiu que, depois do lançamento de "Angles", a banda não pretende passar outros cinco anos até produzir seu quarto disco. "Queremos lançar álbuns mais rápido", disse.

O guitarrista Nick Valensi foi pelo mesmo caminho. "Não quero lançar um disco a cada cinco anos. Eu amo estar nessa banda e quero que ela seja a minha carreira", explicou.

"Angles" será o quarto disco do Strokes. Os anteriores foram "Is This It" (2001), "Room on Fire" (2003) e "First Impressions of Earth" (2006).

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

.) Desafios da vida ...

O QUE EU APRENDI

A vida nos ensina muitas coisas, acho que por isso é tão bom viver. Tem gente que aprende com mais facilidade, tem gente que aprende o que é errado, tem gente que aprende mas não aplica, enfim.. Aprendizado acontece de um jeito diferente pra cada um.

Eu já aprendi muitas coisas, mas preciso aprender muito mais. Preciso ser menos impulsiva, tenho que ter mais calma, ser mais tolerante, medir melhor ganhos e perdas, usar meu tempo a meu favor. Espero mesmo é ter tempo para corrigir estas falhas e aplicar na minha vida o que aprendo por aí.

Aqui no blog mesmo aprendo muitas coisas. Escrevendo, por exemplo, coloco pra fora muitos sentimentos e, na tentativa de ser o mais clara possível com quem nos lê, me vejo resumindo e simplificando pensamentos – o que sempre me ajuda a enxergar as coisas de uma forma melhor. Lendo os comentários que chegam tenho a chance de descobrir outros pontos de vista ou complementar os meus, o que é muito motivador pra quem se submete a expor um pouco da sua vida e das suas idéias.

Quando tudo isso aqui começou ainda não sabia exatamente como lidar com o que escrevia e o que os leitores comentavam. Já falei aqui que a grande maioria de quem nos escreve tem um carinho grande por mim e pelo Alexandre. As críticas também são bem vindas, mas apenas quando escritas com respeito, o que também acontece quase sempre. Vez que outra chega um comentário perturbador.

Confesso que antes eu me incomodava bastante com este tipo de retorno agressivo. A primeira pergunta que eu me fazia era: “mas se está aqui pra ler o que escrevemos, discordar de tudo e fazer comentários ofensivos, por que vem?”. A internet é completamente democrática, cada um acessa o que quer e está aí a grande magia do negócio. Vou respeitar sempre quem não tem empatia com nosso blog e opta por nem vir aqui. Mas não posso respeitar quem não gosta e usa o espaço dos comentários pra deixar bobagens e mentiras. Não estou me referindo aos avisos sobre algum erro de português que podemos fazer. Falo de gente do mal mesmo, que faz de tudo pra agredir.

Péssima notícia pra eles: este tipo de gente não me afeta mais. E o melhor: aprendi isso aqui no blog. Sabe com quem? Com os leitores incríveis que temos e que nos acompanham concordando ou não com o que escrevemos, mas se comportando com respeito e educação. Isso não tem preço e é o maior aprendizado que podemos ter na vida.

Passado um ano de blog, hoje não tenho o menor problema em excluir um ou outro comentário idiota e ler com prazer os comentários legais que chegam aqui. Adoraria poder responder a cada um, citar os nomes, ter tempo de dar mais atenção. Mas como não posso, faço o que está ao meu alcance: procuro retribuir a nossa audiência com o máximo possível de atualizações.

A vida é assim mesmo, tem seus altos e baixos, prós e contras, coisas positivas e negativas. A gente é que tem que aprender a valorizar o que é bom e dar bem menos importância para o que é ruim. O Alexandre foi um dos responsáveis a me fazer enxergar isso na nossa vida. Ainda não sei aplicar totalmente, mas estou melhorando. Hoje eu aproveito o aprendizado pra dedicar este post a ele e dizer que temos que seguir a vida assim também aqui no blog.


-> Escrito por Rodaika no blogger dela.




"Definitivo

Definitivo, como tudo o que é simples.
Nossa dor não advém das coisas vividas,
mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram.

Sofremos por quê? Porque automaticamente esquecemos
o que foi desfrutado e passamos a sofrer pelas nossas projeções
irrealizadas, por todas as cidades que gostaríamos de ter conhecido ao lado
do nosso amor e não conhecemos, por todos os filhos que gostaríamos de ter
tido junto e não tivemos,por todos os shows e livros e silêncios que
gostaríamos de ter compartilhado,
e não compartilhamos.
Por todos os beijos cancelados, pela eternidade.

Sofremos não porque nosso trabalho é desgastante e paga pouco, mas por todas
as horas livres que deixamos de ter para ir ao cinema, para conversar com um
amigo, para nadar, para namorar.

Sofremos não porque nossa mãe é impaciente conosco, mas por todos os
momentos em que poderíamos estar confidenciando a ela nossas mais profundas
angústias se ela estivesse interessada em nos compreender.

Sofremos não porque nosso time perdeu, mas pela euforia sufocada.

Sofremos não porque envelhecemos, mas porque o futuro está sendo
confiscado de nós, impedindo assim que mil aventuras nos aconteçam,
todas aquelas com as quais sonhamos e nunca chegamos a experimentar.

Por que sofremos tanto por amor?
O certo seria a gente não sofrer, apenas agradecer por termos conhecido uma
pessoa tão bacana, que gerou em nós um sentimento intenso e que nos fez
companhia por um tempo razoável,um tempo feliz.

Como aliviar a dor do que não foi vivido? A resposta é simples como um
verso:

Se iludindo menos e vivendo mais!!!
A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida
está no amor que não damos, nas forças que não usamos,
na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do
sofrimento,perdemos também a felicidade.

A dor é inevitável.
O sofrimento é opcional..."



(Carlos Drummond de Andrade)


-> Retirado do orkut de alguém:

...Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais fortes, dos desafios mais poderosos, dos cafés mais amargos, dos delírios mais loucos, tenho um apetite voraz !!! VOCÊ pode até empurrar-me de um penhasco que vou dizer ... FODA-SE EU SEI VOAR

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

.) Constantes, desafios, metas, buscas ...

Exigências da vida moderna
javascript:void(0); javascript:void(0);
javascript:void(0);(Luís Fernando Veríssimo)


Dizem que todos os dias você deve comer uma maçã por causa do ferro.
E uma banana pelo potássio.
E também uma laranja pela vitamina C. Uma xícara de chá verde sem açúcar para prevenir a diabetes.
Todos os dias deve-se tomar ao menos dois litros de água. E uriná-los, o que consome o dobro do tempo.
Todos os dias deve-se tomar um Yakult pelos lactobacilos (que ninguém sabe bem o que é, mas que aos bilhões, ajudam a digestão). Cada dia uma Aspirina, previne infarto. Uma taça de vinho tinto também. Uma de vinho branco estabiliza o sistema nervoso. Um copo de cerveja, para... não lembro bem para o que, mas faz bem. O benefício adicional é que se você tomar tudo isso ao mesmo tempo e tiver um derrame, nem vai perceber.
Todos os dias deve-se comer fibra. Muita, muitíssima fibra. Fibra suficiente para fazer um pulôver.
Você deve fazer entre quatro e seis refeições leves diariamente. E nunca se esqueça de mastigar pelo menos cem vezes cada garfada. Só para comer, serão cerca de cinco horas do dia...
E não esqueça de escovar os dentes depois de comer. Ou seja, você tem que escovar os dentes depois da maçã, da banana, da laranja, das seis refeições e enquanto tiver dentes, passar fio dental, massagear a gengiva, escovar a língua e bochechar com Plax. Melhor, inclusive, ampliar o banheiro e aproveitar para colocar um equipamento de som, porque entre a água, a fibra e os dentes, você vai passar ali várias horas por dia.
Há que se dormir oito horas por noite e trabalhar outras oito por dia, mais as cinco comendo são vinte e uma.
Sobram três, desde que você não pegue trânsito. As estatísticas comprovam que assistimos três horas de TV por dia. Menos você, porque todos os dias você vai caminhar ao menos meia hora (por experiência própria, após quinze minutos dê meia volta e comece a voltar, ou a meia hora vira uma).
E você deve cuidar das amizades, porque são como uma planta: devem ser regadas diariamente, o que me faz pensar em quem vai cuidar delas quando eu estiver viajando.
Deve-se estar bem informado também, lendo dois ou três jornais por dia para comparar as informações.
Ah! E o sexo! Todos os dias, tomando o cuidado de não se cair na rotina. Há que ser criativo, inovador para renovar a sedução. Isso leva tempo - e nem estou falando de sexo tântrico.
Também precisa sobrar tempo para varrer, passar, lavar roupa, pratos e espero que você não tenha um bichinho de estimação. Na minha conta são 29 horas por dia.
A única solução que me ocorre é fazer várias dessas coisas ao mesmo tempo! Por exemplo, tomar banho frio com a boca aberta, assim você toma água e escova os dentes. Chame os amigos junto com os seus pais. Beba o vinho, coma a maçã e a banana junto com a sua mulher... na sua cama.
Ainda bem que somos crescidinhos, senão ainda teria um Danoninho e se sobrarem 5 minutos, uma colherada de leite de magnésio.
Agora tenho que ir.
É o meio do dia, e depois da cerveja, do vinho e da maçã, tenho que ir ao banheiro.
E já que vou, levo um jornal... Tchau!
Viva a vida com bom humor!!!


Há momentos na vida em que sentimos tanto
a falta de alguém que o que mais queremos
é tirar esta pessoa de nossos sonhos
e abraçá-la.
Sonhe com aquilo que você quiser.
Seja o que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida
e nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que se quer.
Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.
As pessoas mais felizes
não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor
das oportunidades que aparecem
em seus caminhos.
A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem
a importância das pessoas que passam por suas vidas.
O futuro mais brilhante
é baseado num passado intensamente vivido.
Você só terá sucesso na vida
quando perdoar os erros
e as decepções do passado.
A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar
duram uma eternidade.
A vida não é de se brincar
porque um belo dia se morre.

Clarice Lispector


O amor é como uma borboleta.

Por mais que tente pegá-la, ela fugirá. Mas quando menos esperar, ela está ali do seu lado. O amor pode te fazer feliz, mas às vezes também pode te ferir.

Mas o amor será especial apenas quando você tiver o objetivo de se dar somente a um alguém que seja realmente valioso. Por isso, aproveite o tempo livre para escolher.

Para meus amigos NÃO SOLTEIROS. Amor não é se envolver com a “pessoa perfeita”, aquela de nossos sonhos. Não existe príncipe nem princesas.

Encare a outra pessoa de forma sincera e real, exaltando suas qualidades, mas sabendo também de seus defeitos. O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos transforme no melhor que podemos ser.

Para meus amigos que gostam de ...PAQUERAR. Nunca diga “te amo” se não te interessa. Nunca fale sobre sentimentos se estes não existem.

Nunca toque numa vida, se não pretende romper um coração. Nunca olhe nos olhos de alguém, se não quiser vê-lo derramar em lágrimas por causa de ti.

A coisa mais cruel que alguém pode fazer é permitir que alguém apaixone por você, quando você não pretende fazer o mesmo.

Para meus amigos ...CASADOS. O amor não te faz dizer “a culpa é”, mas te faz dizer “me perdoe”. Compreender o outro, tentar sentir a diferença, se colocar no seu lugar. Diz o ditado que um casal feliz é aquele feito de dois bons perdoadores. A verdadeira medida de compatibilidade não são os anos que passaram juntos; mas sim quanto nesses anos vocês foram bons um para o outro.

Para meus amigos que têm um CORAÇÃO PARTIDO. Um coração assim dura o tempo que você deseje que ele dure, e ele lastimará o tempo que você permitir.

Um coração partido sente saudades, imagina como seria bom, mas não permita que ele chore para sempre. Permita-se rir e conhecer outros corações.

Aprenda a viver, aprenda a amar as pessoas com solidariedade, aprenda a fazer coisas boas, aprenda a ajudar a própria vida. A dor de um coração partido é inevitável, mas o sofrimento é opcional.

...E lembre-se: è melhor ver alguém que você ama feliz com outra pessoa, do que vê-la infeliz ao seu lado.

Para meus amigos que são INOCENTES. Ela se apaixonou por ti, e você não teve culpa, é verdade. Mas pense que poderia ter acontecido com você.

Seja sincero, mas não seja duro; não alimente esperanças, mas não seja crítico; você não precisa ser namorado, mas pode descobrir que ela é uma ótima pessoa e pode vir a se tornar um grande amigo.

Para os amigos que tem MEDO DE TERMINAR. Às vezes é duro terminar com alguém, e isso dói em você. Mas dói muito mais quando alguém rompe contigo não é verdade? Mas o amor também dói muito quando ele não sabe o que você sente. Não engane tal pessoa, não seja grosso e rude esperando que ela adivinhe o que você quer.

Não a force terminar contigo, pois a melhor forma de ser respeitado é respeitar. È a melhor forma de respeitá-la é sendo verdadeiro e sincero.

Lembre-se... o tempo passa e não volta atrás; não adianta dar murro em ponta de faca....

Pra terminar.... Eterno, é tudo aquilo que dura uma fração de segundo, mas com tamanha intensidade, que se petrifica, e nenhuma força jamais o resgata....

Martha Medeiros

Paciência

Arnaldo Jabor



Ah! Se vendessem paciência nas farmácias e supermercados... Muita gente iria gastar boa parte do salário nessa mercadoria tão rara hoje em dia.


Por muito pouco a madame que parece uma lady solta palavrões e berros que lembram as antigas trabalhadoras do cais... E o bem comportado executivo? O cavalheiro se transforma numa besta selvagem no trânsito que ele mesmo ajuda a tumultuar...

Os filhos atrapalham, os idosos incomodam, a voz da vizinha é um tormento, o jeito do chefe é demais para sua cabeça, a esposa virou uma chata, o marido uma mala sem alça. Aquela velha amiga uma alça sem mala, o emprego uma tortura, a escola uma chatice.
O cinema se arrasta, o teatro nem pensar, até o passeio virou novela.

Outro dia, vi um jovem reclamando que o banco dele pela internet estava demorando a dar o saldo, eu me lembrei da fila dos bancos e balancei a cabeça, inconformado...
Vi uma moça abrindo um e-mail com um texto maravilhoso e ela deletou sem sequer ler o título, dizendo que era longo demais.
Pobres de nós, meninos e meninas sem paciência, sem tempo para a vida, sem tempo para Deus.

A paciência está em falta no mercado, e pelo jeito, a paciência sintética dos calmantes está cada vez mais em alta.
Pergunte para alguém, que você saiba que é ansioso demais onde ele quer chegar?
Qual é a finalidade de sua vida?
Surpreenda-se com a falta de metas, com o vago de sua resposta.

E você?
Onde você quer chegar?
Está correndo tanto para quê?
Por quem?
Seu coração vai agüentar?
Se você morrer hoje de infarto agudo do miocárdio o mundo vai parar?
A empresa que você trabalha vai acabar?
As pessoas que você ama vão parar?

Respire... Acalme-se...

O mundo está apenas na sua primeira volta e, com certeza, no final do dia vai completar o seu giro ao redor do sol, com ou sem a sua paciência...

Lista de Preferências

(Berthold Brecht)

Grande dramaturgo, poeta e encenador alemão do século XX. Seus trabalhos artísticos e teóricos influenciaram profundamente o teatro contemporâneo, tornando-o mundialmente conhecido a partir das apresentações de sua companhia o Berliner Ensemble realizadas em Paris durante os anos 1954 e 1955.

Dores, as não curtidas.

Casos, os inconcebíveis.

Conselhos, os inexeqüíveis.

Meninas, as veras.

Mulheres, insinceras.

Orgasmos, os múltiplos.

Ódios, os mútuos.

Domicílio, os temporários.

Adeuses, os bem sumários.

Artes, as não rentáveis.

Professores, os enterráveis.

Prazeres, os transparentes.

Projetos, os contingentes.

Inimigos, os delicados.

Amigos, os estouvados.

Cores, o rubro.

Meses, outubro.

Elementos, o fogo.

Divindades,o Logos.

Decadentes, os lisongeiros.

Mensagens, o mensageiro.

Vidas, as espontâneas.

Mortes, as instantâneas


24 toques para ser mais feliz

01 - Seja ético.

A vitória que vale a pena é a que aumenta sua dignidade e reafirma valores profundos. Pisar nos outros para subir desperta o desejo de vingança.

02 - Estude sempre e muito.

A glória pertence àqueles que têm um trabalho especial para oferecer.

03 - Acredite sempre no amor.

Não fomos feitos para a solidão. Se você está sofrendo por amor, está com a pessoa errada ou amando de uma forma ruim para você. Caso tenha se separado,curta a dor, mas se abra para outro amor.

04 - Seja grato(a) a quem participa de suas conquistas.

O verdadeiro campeão sabe que as vitórias são alimentadas pelo trabalho em equipe. Agradecer é a melhor maneira de deixar os outros motivados.

05 - Eleve suas expectativas.

Pessoas com sonhos grandes obtêm energia para crescer. Os perdedores dizem: "isso não é para nós". Os vencedores pensam em como realizar seu objetivo.

06 - Curta muito a sua companhia.

Casamento dá certo para quem não é dependente.

07 - Tenha metas claras.

A História da Humanidade é cheia de vidas desperdiçadas: amores que não geram relações enriquecedoras, talentos que não levam carreiras o sucesso, etc. Ter objetivos evita desperdícios de tempo, energia e dinheiro.

08 - Cuide bem do seu corpo.

Alimentação, sono e exercício são fundamentais para uma vida saudável. Seu corpo é seu templo. Gostar da gente deixa as portas abertas para os outros gostarem também.

09 - Declare o seu amor.

Cada vez mais devemos exercer o nosso direito de buscar o que queremos (sobretudo no amor). Mas atenção: elegância e bom senso são fundamentais.

10 - Amplie os seus relacionamentos profissionais.

Os amigos são a melhor referência em crises e a melhor fonte de oportunidades na expansão. Ter bons contatos é essencial em momentos decisivos.

11 - Seja simples.

Retire da sua vida tudo o que lhe dá trabalho e preocupação desnecessários.

12 - Não imite o modelo masculino do sucesso.

Os homens fizeram sucesso a custa de solidão e da restrição aos sentimentos. O preço tem sido alto: infartos e suicídios. Sem dúvida, temos mais a aprender com as mulheres do que elas conosco. Preserve a sensibilidade feminina - é mais natural e mais criativa.

13 - Tenha um orientador.

Viver sem é decidir na neblina, sabendo que o resultado só será conhecido, quando pouco resta a fazer. Procure alguém de confiança, de preferência mais experiente e mais bem sucedido, para lhe orientar nas decisões, caso precise.

14 - Jogue fora o vício da preocupação.

Viver tenso e estressado está virando moda. Parece que ser competente e estar de bem com a vida são coisas incompatíveis. Bobagem ... Defina suas metas, conquiste-as e deixe as neuras para quem gosta delas.

15 - O amor é um jogo cooperativo.

Se vocês estão juntos é para jogar no mesmo time.

16 - Tenha amigos vencedores.

Aproxime-se de pessoas com alegria de viver.

17 - Diga adeus a quem não o(a) merece.

Alimentar relacionamentos, que só trazem sofrimento é masoquismo, é atrapalhar sua vida. Não gaste vela com mau defunto. Se você estiver com um marido/mulher que não esteja compartilhando, empreste, venda, alugue, doe... e deixe o espaço livre para um novo amor.

18 - Resolva!

A mulher/homem do milênio vai limpar de sua vida as situações e os problemas desnecessários.

19 - Aceite o ritmo do amor.

Assim como ninguém vai empolgadíssimo todos os dias para o trabalho, ninguém está sempre no auge da paixão. Cobrar de si e do outro viver nas nuvens é o começo de muita frustração.

20 - Celebre as vitórias.

Compartilhe o sucesso, mesmo as pequenas conquistas, com pessoas queridas. Grite, chore, encha-se de energia para os desafios seguintes.

21 - Perdoe!

Se você quer continuar com uma pessoa, enterre o passado para viver feliz. Todo mundo erra, a gente também.

22 - Arrisque!

O amor não é para covardes. Quem fica a noite em casa sozinho, só terá que decidir que pizza pedir. E o único risco será o de engordar.

23 - Tenha uma vida espiritual.

Conversar com Deus é o máximo, especialmente para agradecer. ore em todo o tempo. Faz bem ao sono e a alma. Oração e meditação são fontes de inspiração.

24 - Muita Paz, Harmonia e Amor... sempre!

Roberto Shinyashiki


Faça Hoje, Não Amanhã

Diz o preguiçoso: "Amanhã farei."
Exclama o fraco: "Amanhã terei forças."
Assevera o delinqüente: "Amanhã regenero-me."
É imperioso reconhecer, porém, que a criatura,
adiando o esforço pessoal, não alcançou, ainda,
a noção real do tempo. Quem não aproveita
a bênção do dia vive distante da glória do século.


A alma sem coragem de avançar cem passos
não caminhará vinte mil.
O lavrador que perde a hora de semear
não consegue prever as conseqüências da procrastinação
do serviço a que se devota, porque,
entre uma hora e outra,
podem surgir impedimentos e lutas de indefinível duração.

Muita gente aguarda a morte para entrar numa boa vida.
Contudo a lei é clara quanto à destinação de cada um de nós.
Alcançaremos sempre os resultados a que nos propomos.

Se todas as aves possuem asas, nem todas
se ajustam à mesma tarefa nem planam no mesmo nível.
A andorinha voa na direção do clima primaveril,
mas o corvo, de modo geral, se consagra,
em qualquer tempo, aos detritos do chão.
Aquilo que o homem procura agora surpreenderá amanhã,
à frente dos olhos e em torno do coração.

Cuida, pois, de fazer, sem delonga,
quanto deve ser feito em benefício de tua própria felicidade,
porque o Amanhã será muito agradável
e benéfico somente para aquele que trabalha no bem,
que cresce no ideal superior
e que aperfeiçoa nas abençoadas horas de Hoje.


Autor: Chico Xavier


O Valor da Amizade

Você já parou para pensar sobre o valor da amizade?

Às vezes nos encontramos preocupados, ansiosos,
em volta há situações complicadas, nos sentindo meio que perdidos, mas somente o fato de conversarmos com um amigo, desabafando o que nos está no íntimo, já nos sentimos melhor, mesmo que as coisas permaneçam inalteradas.

Quantas vezes são os amigos que nos fazem sorrir quando tínhamos vontade de chorar, mas a sua simples presença traz de volta o sol a brilhar em nossa vida.

A simplicidade das brincadeiras pueris, da conversa informal,
momentos de descontração que muitas vezes pode ser numa conversa rápida ao telefone, no vai e vem do dia ou da noite,
no ambiente de trabalho ou de escola, enfim, em qualquer lugar a qualquer hora.

Entretanto, não existe só alegria, amor, felicidade nesta relação que como em qualquer outro relacionamento,
passa por crises passageiras, por momentos intempestivos, abalos ocasionais.

Ainda que tenhamos muito carinho pelo amigo em questão,
às vezes por insegurança, por ciúme, por estarmos emocionalmente alterados ou nos sentindo pressionados,
acabamos sendo injustos com ele e isso pode ser recíproco.

Podemos comparar esse elo de amizade ao tempo que passa por alterações climáticas constantemente, mas é dessa forma que aprendemos a nos conhecer, compartilhar momentos, que se desenvolve uma amizade.

Diante do amigo somos nós mesmos, deixamos vir à tona nossos pensamentos a respeito das coisas, da vida, nos mostramos como verdadeiramente somos.
Há amigos que nos ensinam muito, nos fazem enxergar situações que às vezes não percebemos o seu real sentido,
compartilham a sua experiência conosco, nos falam usando da verdade que buscamos encontrar.
São eles também que nos chamam a razão, chamando a nossa atenção quando agimos de modo contraditório, que nos dizem coisas que não queremos ouvir, aceitar, compreender.
Ao longo de nossa vida muitos amigos passam por ela e nos deixam saudade, mas também deixam a recordação de tudo que foi vivido.
É na amizade verdadeira que encontramos sinceridade, lealdade, afinidade, cumplicidade, simplicidade, fraternidade.
Amigos são irmãos que a vida nos deu para caminhar conosco ao longo da nossa jornada espiritual, extrapolando os limites do tempo, continuando quando e onde Deus assim o permitir.

Sandra Quevedo Demarchi Nogueira

Dentro de você

E se eu disser que
dentro de você mora um anjo que se reveste de luz
para fazer novos amigos?
E se eu disser que dentro de você existe uma paz infinita que o torna tão amigo e querido?
E se eu disser que dentro de você existe luz e que essa luz apaga a inveja, a discórdia e a guerra?
E se eu disser que
dentro de você existe
um cupido que espalha amor e que flecha meu coração?
E se eu disser que você
é iluminado pelas estrelas e seus olhos parecem reflexo dessa luz?
E se eu disser que você é divinamente concebido
e tem dentro de si tudo o que precisa para viver?
E se eu disser que dentro de você existe uma fera que sabe lutar e defender os seus?
E se eu disser que dentro de você habita uma chama que é capaz de incendiar uma cidade?
E se eu disser que dentro de você mora um inventor
capaz de criar mil maneiras de fazer a mesma coisa?
E se eu disser que dentro de você existe um construtor que é capaz
de criar novos caminhos?
E se eu disser que dentro de você existe um elo de corrente que o liga ao sobrenatural tão facilmente?
E se eu disser que você é um deus, e que possui a chave da vida eterna...
Da alegria que não acaba, dos sonhos que se realizam, da saúde que se perpetua, dos amigos que nunca o esquecem!
Da saudade gostosa, do desejo que realiza, do prazer da vida?
Você é a própria luz.
Acredite nisso e brilhe,
por amor a você e a quem o criou.
Construa, viva, conquiste,
não aceite as derrotas, os "nãos”!
O impossível é apenas uma força te convidando para realizar.
Acredite.
Dentro de você existe um universo em permanente construção.

Paulo Roberto Gaefke

O Tempo

O Tempo.
O Momento.
A Vida.
Três palavras de simples entendimento
para alguns, e muito complexamente
interpretada pelos outros.
Posso classificar-me, no grupo
"outros".
O Tempo passa corrido. Quando menos
esperamos, algo que parecia estar
tão distante e tão confuso, tornam-se,
repentinamente,
muito próximo, muito exclarecido.
Eu não entendo o Tempo.
O Momento é o agora. O presente.
Uma coisa instantanea que se revela
naturalmente ao abrir de nossos olhos;
no ar que respiramos. Esse, tem de
ser bem aproveitado e curtido.
Afinal, não sabemos o que seremos amanhã.
Eu não entendo o Momento.
A Vida. O que posso conceituar sobre a vida...
Emoções. Paixões. Sofrimentos. Alegrias.
Lágrimas. Perdão. Saudades. Amor.
Essa, é uma graça que recebemos,
e cabe a nós construí-la e
realmente vivê-la intesamente, como
se fosse o último Tempo,
o último Momento.
Eu não entendo a Vida.
Definitivamente,
eu não me entendo.



°˙°˙Para quem quer aprender a gostar.Talvez seja tão simples, tolo e natural que você nunca tenha parado para pensar:
Aprenda a fazer bonito o seu amor,ou fazer seu amor ser ou ficar bonito.Aprenda, apenas, a tão difícil arte de amar bonito. Gostar é tão fácil que ninguém aceita aprender. Tenho visto muito amor por aí, amores mesmo,bravios,gigantescos,descomunais, profundos, sinceros, cheios de entrega, doação e dádiva.Mas esbarram na dificuldade de se tornarem bonitos. Apenas isso: bonitos, belos ou embelezados, tratados com carinho, cuidado e
atenção.Amores levados com arte e ternura de mãos jardineiras.
Aí esses amores que são verdadeiros, eternos e descomunais de repente se percebem ameaçados apenas e tão somente porque não sabem ser bonitos: cobram; exigem; rotinizam; descuidam; reclamam; deixam de compreender; necessitam mais do que oferecem; precisam mais do que atendem; enchem-se de razões. Sim, de razões.Ter razão é o maior perigo no amor. Quem tem razão sempre se sente no direito (e o tem) de reivindicar, de exigir justiça, equidade, equiparação, sem atinar que o que está sem razão talvez passe por um momento de sua vida no qual não possa ter razão. Nem queira. Ter razão é um perigo; em geral enfeia um amor, pois é invocado com justiça, mas na hora errada. Amar bonito é saber a hora de ter razão.Ponha a mão na consciência. Você tem certeza de que está fazendo o seu amor bonito?De que está tirando do gesto, da ação, da reação, do olhar, da saudade, da alegria do encontro, da dor do desencontro a maior beleza possível? Talvez não. Cheio ou cheia de razões, você espera do amor apenas aquilo que é exigido por suas partes necessitadas, quando talvez dele devesse pouco esperar, para valorizar melhor tudo de bom que de vez em quando ele pode trazer.
Quem espera mais do isso sofre, e sofrendo deixa de amar bonito.
Sofrendo, deixa de ser alegre, igual, irmão, criança. E sem soltar a criança, nenhum amor é bonito. Não tema o romantismo. Derrube as cercas da opinião alheia. Faça coroas de margaridas e enfeite a cabeça de quem você ama.
Saia cantando e olhe alegre. Recomendam-se:
encabulamentos; ser pego em flagrante gostando;não se cansar de olhar; não atrapalhar a convivência com teorizações; adiar sempre, se possível com beijos,“aquela conversa importante que precisamos ter”; arquivar, se possível, as reclamações pela pouca atenção recebida.Para quem ama, toda atenção é sempre pouca. Quem ama feio não sabe que pouca atenção pode ser toda atenção possível. Quem ama bonito, não gasta o tempo dessa atenção cobrando a que deixou de ter.
Não teorize sobre o amor (deixe isso para nós, pobres escritores que vemos a vida como a criança de nariz encostado na vitrina cheia de brinquedos dos nossos sonhos): não teorize sobre o amor; ame. Siga o destino dos sentimentos aqui e agora. Não tenha medo exatamente de tudo o que você teme.Como: a sinceridade; não dar certo; depois vir a sofrer (sofrerá de qualquer jeito); abrir o coração; contar a verdade do tamanho do amor que sente. Jogue pro alto todas as jogadas, estratagemas, golpes, espertezas, atitudes sabidamente eficazes (não é sábio ser sabido): seja apenas você no auge da sua emoção e carência, exatamente aquele você que a vida impede de ser. Seja você cantando desafinado, mas todas as manhãs. Falando besteira, mas criando sempre. Gaguejando flores. Sentindo o coração bater como no tempo do Natal infantil.Revivendo os carinhos que intui em criança. Sem medo de dizer eu quero, eu gosto, eu estou com vontade.
Talvez aí você consiga fazer o seu amor bonito, ou fazer bonito o seu amor, ou bonitar fazendo o seu amor, ou amar fazendo o seu amor bonito (a ordem das frases não altera o produto), sempre que ele seja a mais verdadeira expressão de tudo o que você é, e nunca: deixaram, conseguiu, soube, pôde, foi possível, ser.
Se o amor existe, seu conteúdo já é manifesto. Não se preocupe mais com ele e suas definições. °˙°˙


;\ E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida
E os olhos adiante, com a graça de um adulto,
E não com a tristeza de uma criança.
E aprende a construir todas as suas estradas no hoje,
Porque o terreno de amanhã é incerto demais para planos,
E o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.
E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa,
Ela vai feri-lo de vez em quando
E você precisa perdoá-la por isso.
Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.
Descobre que se levam anos para construir confiança
E segundos para destruí-las.
E que você pode fazer coisas num instante,
Do qual se arrependerá para o resto da vida.
Aprende que verdadeiras amizades
Continuam a crescer mesmo a longas distâncias.
E que não importa o que você tem na vida, mas quem você tem na vida.
E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.
Aprende que as circunstancias e o ambiente tem influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos.
Começa a aprender que não se deve comparar
Com os outros, mas com o melhor que pode ser.
Aprende que não até onde você chegou, mas para onde você está indo.
Aprende que, ou você controla seus atos, ou eles controlaram você. E que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade. Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário enfrentando as conseqüências.
Aprende que paciência requer muita pratica.
Aprende que maturidade tem mais haver com os tipos de experiências que se teve e o que aprendeu com elas, do que quantos aniversários celebrou.
Aprende que quando está com raiva tem direito de estar com raiva, mas isso não lhe dá direito de ser cruel.
Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não siba amar.
Contudo, o ama como pode, pois existem pessoas que amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar isso.
Aprende que realmente pode suportar que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não pode mais.
E que realmente a vida tem valor e você tem valor diante da vida!
:/


" O teu olho diz : são neles que estão as verdades, os sentimentos, as intenções. "


O tempo é o pai de muitas virtudes. Decepções e perdas sempre vão nos atingir, mas, com o tempo, a tristeza passa e a vida nos leva por novos caminhos. É só andar sem pressa. As respostas às suas perguntas, as soluções de seus problemas vão chegar na hora exata e mais oportuna. Quando achamos que não há saída e que tudo está fora de controle, basta dar um tempo, que tudo se ajeita. Sábio conselheiro, cicatriza as feridas e acalma as paixões indevidas, nos permitindo amadurecer por meio da reflexão. À medida que ele passa, vemos o mundo com mais clareza, percebendo que as respostas que tanto procuramos estão sempre diante de nós. O tempo é, enfim, um grande mestre que conforta, acalma e ensina. É um santo remédio, capaz de nos refazer e nos encher de esperança. O tempo também nos dá a confiança e a certeza de que toda dor, por maior que seja, logo pode se tornar mera lembrança. Não porque ele a fará diminuir ou passar, mas porque nos permitirá aceitar e entender a própria dor como símbolo de aprendizado. Pense no tempo sempre como mensageiro de boas novas, porque não há momento ruim que dure para sempre.


>73 ...


Você Pra Mim
Fernanda Abreu
Composição: Fernanda Abreu
É incrível a nossa história
Sem nenhuma prova concreta
Só palavras, que voam com o vento
Imagens que eu guardo na memória

Um segredo inviolável
De uma paixão inflamável
Mas que nunca incendeia
Nem em noite de lua cheia

Às vezes passo dias inteiros
Imaginando e pensando em você
E eu fico com tantas saudades
Que até parece que eu posso morrer

Pode acreditar em mim
Você me olha, eu digo sim
Mas eu nem sei se sofro assim
O que eu quero é você pra mim


Sempre me perguntei qual a dor que mais desatina um ser humano. Afinal, trancar o dedo na porta do carro dói. Cair de cara no chão e bater o queixo, credo, dói. Dói morder a língua, torcer o tornozelo e cólica, Deus que me perdoe, dói. Febre alta que faz o corpo tremer e suar dói também. Mas traição e indiferença de amigo... é uma dor inexplicável.
Normalmente escolhemos por amigos pessoas que têm algo em comum conosco: torcem para o mesmo time, gostam das mesmas músicas, lêem livros e nos indicam depois. Vez por outra escolhemos amigos que têm gostos completamente diferentes dos nossos mas, e talvez por isso mesmo, é importante que os tenhamos ao nosso lado, pois eles nos fazem crescer como ser humano.
Amigos são pessoas que nos entendem, nos complementam, nos apóiam, nos bons e nos maus momentos. Você tem uma festa badalada para ir, e tem prova no dia seguinte. Seu amigo estará lá com você. Você precisa terminar seu estágio da faculdade, são quase duas da manhã, os olhos quase fechados e seu amigo estará lá com você. Seu tio morreu, sua mãe adoeceu, seu filho tem febre... você acordou de ressaca, você chega em casa cansado porque teve um dia tenebroso na empresa, seu coração está despedaçado, a solidão é tão grande que você consegue ouvir seus cabelos crescendo. Amigos de verdade estarão sempre contigo. Para segurar a onda. Para comer um pote de sorvete e assistir a um filme ultra-deprê, abraçar você e dizer que “isso tudo passa”.
Em situações legais seu amigo também estará presente: no seu aniversário, no nascimento do seu filho, na sua formatura, quando você compra sua casa, seu carro, passa no vestibular, entre tantas outras situações.
Amigos de verdade estarão por perto, mesmo que em dimensões diferentes. Vibrarão por você, mesmo não estando ao seu lado fisicamente. Torcerão por suas vitórias e rezarão quando não puderem fazer mais nada. Vão jantar com você, compartilhar momentos com você, tomar vinho com você, torcer – ou secar – o seu time do coração, vão rir com você, vão secar suas lágrimas, vão lhe escutar, aconselhar, acolher.
Por isso que traição e indiferença de amigo é a dor que dói mais: porque você não espera. Tudo bem: trancar o dedo na porta também não, mas é algo que, estando vivo, pode acontecer. Bater a cabeça na quina da mesa também não é o que mais desejamos, mas se você está limpando a casa, de joelhos, acontece. Agora, você receber a indiferença e a desconsideração de alguém que para você é tão importante... só pode ter alguma coisa de errado.
Amigo de verdade pisa na bola. Eu mesma já pisei inúmeras vezes, com muitos dos meus melhores amigos. Somos humanos, passíveis de erro – e há uma controvérsia muito grande do que é certo e errado nos dias de hoje. Mas, endossar o erro é falta de consideração.
Quando erramos e o nosso amigo diz: “está tudo bem, tudo certo!”, é porque realmente está tudo bem, tudo certo. Calar é ouro, mas somente quando a palavra é totalmente desnecessária e tudo já foi dito. Quando há muito que ser conversado, analisado e esclarecido, o silêncio é um monstro que nos espreita debaixo da cama, ou por trás do armário.
Perceber o desespero de um amigo e não se dispor a auxiliá-lo e ampará-lo, deixar de responder, de telefonar, de se IMPORTAR é condenar o amigo a dúvida, ao isolamento. Ficar por quase um mês sem se importar se a pessoa a quem você pediu desculpas está se sentindo mal, ou ruim, ou péssima pela situação é crueldade pura. Amigos de verdade não fazem isso.
Amigos de verdade erram, pedem desculpas, ultrapassam o próprio preconceito e seguem em frente. Ficou um clima ruim? Vamos resolver. Ficou uma situação não esclarecida? Vamos conversar. Ficou uma dúvida no ar? Sem chance... nada pode manchar uma amizade bacana, legal. Porque amizades bacanas, legais, repletas de bons momentos não podem ser perdidas assim... pelo menos não poderiam...
Por isso você até aceita que um amor lhe traia: porque na pessoa amada você colocou expectativas que podem não se confirmar, uma vez que a paixão nos turva os olhos, nos deixa bobos e faz com que ignoremos inúmeras coisas.
Mas traição e indiferença de amigo... ah, amigo não!!! Amigo é quase um irmão que a vida não nos deu. É alguém muito parecido com o nosso travesseiro, para o qual contamos tudo, nos desnudamos com a alma inundada de uma felicidade que julgamos jamais possuir. Eles são a nossa LIGA DA JUSTIÇA, e são nossos Batmans, Supermans, Mulheres Maravihas... Amigo é aquela pessoa superespecial que traz apoio nos olhos, alegria nas palavras, companheirismo em cada gesto. Como pode alguém assim ignorar-nos, abandonar-nos ao nosso próprio desespero ou fingir que nada está acontecendo? Não pode. Ou pelo menos não poderia. Porque amigos são associações de caráter – normalmente muito parecido com o nosso – e nós jamais faríamos o nosso amigo sofrer.
Perder um amigo é algo que transcende toda a dor que há no mundo. Ser traído e esquecido por um amigo é uma dor que não tem médico que explique, professor que ensine como esquecer, outros amigos que consigam curar. Por isso talvez que não tenham inventado ainda uma cola que colasse coração quebrado pelo desencanto de uma amizade perdida. Nem remédio que curasse a dor que abala a alma, nem lenço suficiente para secar todas as lágrimas que choramos – e que pensamos jamais chorar.


"A coisa mais injusta sobre a vida é a maneira como ela termina. Eu acho que o verdadeiro ciclo da vida está todo de trás pra frente. Nós deveríamos morrer primeiro, nos livrar logo disso. Daí viver num asilo, até ser chutado pra fora de lá por estar muito novo. Ganhar um relógio de ouro e ir trabalhar. Então você trabalha 40 anos até ficar novo o bastante pra poder aproveitar sua aposentadoria. Aí você curte tudo, bebe bastante álcool, faz festas e se prepara para a faculdade. Você vai para colégio, tem várias namoradas, vira criança, não tem nenhuma responsabilidade, se torna um bebezinho de colo, volta pro útero da mãe, passa seus últimos nove meses de vida flutuando. E termina tudo com um ótimo orgasmo! Não seria perfeito?"
Charles Chaplin


Um veneno está se propagando entre os seres humanos. Seus efeitos não são irreversíveis como a morte, nem são nocivos a ponto de gerar uma doença ou uma infecção, mas seu principal efeito se faz na mente de suas vítimas.Esse veneno não é fabricado em laboratório nenhum, e não se encontra em nenhuma arma. O transmissor não é nenhum inseto, animal ou vegetal. Ele está se espalhando cada vez mais, e quem está fazendo isso, por iniciativa própria, é o próprio ser humano. Seu nome é difícil de ser definido, mas um dos principais transmissores é encontrado dentro de grande parte de nós, e tem o nome de inveja. Realmente deve ser muito difícil elogiar.Pessoas que elogiam outras podem ver essas outras pessoas se tornarem maiores que elas, e isso realmente poderia ser algo extremamente prejudicial.O certo deve ser fazer como muitos fazem: criticar. Você olha pro lado e vê que o seu vizinho está cuidando do seu jardim, mas você repara que a casa dele está com a pintura mal feita, o que é mais fácil fazer? Elogiar o jardim do vizinho ou criticar a pintura de sua casa? Você vê uma pessoa acertando em diversos momentos, mas num certo momento, você percebe que ela errou, o que se torna mais fácil fazer? Dizer para essa pessoa que erros acontecem, e comentar seus acertos, ou fazer o contrário, enaltecendo o seu erro, como se essa pessoa nunca houvesse acertado anteriormente? E assim o veneno vai se espalhando... Ver pessoas crescendo realmente deve ser muito ruim. Aproveitar exemplos positivos deve dar muita preguiça. O mais fácil deve ser aproveitar os outros exemplos, e fazer com que as pessoas que estão crescendo parem de crescer. Como é fácil “puxar o tapete” de alguém, ao ver uma pessoa querendo mudar, como é fácil dizer a ela que o que ela está fazendo é bobagem. Como é fácil dizer a uma pessoa que ela não vai conseguir.Ao ver uma pessoa querendo crescer, o mais fácil realmente deve ser pensar que, no final, ela vai continuar sendo tão pequena quanto você. E, novamente, o veneno vai estar se espalhando. Falar bem sobre outras pessoas deve ser muito complicado. Pra que procurar qualidades em uma pessoa se ver seus defeitos é mais fácil? Falar bem de uma pessoa as vezes dá a impressão de que eu a admiro, e isso é uma coisa que não pode acontecer, principalmente se a pessoa tiver uma idade próxima a minha.O melhor deve ser falar mal, pois falando mal talvez as outras pessoas vejam o quanto as outras pessoas são imperfeitas, e vendo isso, talvez elas cheguem a pensar mais na minha perfeição.Falar mal realmente dá um prazer enorme, tem uma função social, você, na verdade, não está falando mal do alvo das suas críticas, você está apenas desmascarando-o, as outras pessoas estão achando que ele é uma boa pessoa, mas você sabe que ele comete muitos erros, é sua função fazer todos saberem disso. Mais uma vez o veneno vai estar se espalhando. Tudo poderia ser diferente: as pessoas poderiam se espelhar nas atitudes positivas das outras, tentando assim modificar algo dentro delas mesmas; as pessoas poderiam elogiar as outras para elas e até mesmo para os amigos delas; as pessoas poderiam ajudar no crescimento de outras pessoas; esse veneno tão amplamente disseminado entre nós, seres humanos, e tão abertamente utilizado em nossas falas poderia não ter como se propagar e, não tendo meios para isso, poderia não mais existir. Mas será que seria fácil?
VOCÊ APRENDE...

Depois de algum tempo, você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se e que companhia nem sempre significa segurança. E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas. E começa aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança. E aprende a construir todas as suas estradas de hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.
Depois de um tempo você aprende que o sol queima se você ficar exposto por muito tempo. E aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam. E aceita que não importa o quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se leva anos para se construir confiança e apenas segundos para destruí-la. E que você pode fazer coisas num instante, das quais se arrependerá o resto da vida.
Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E que o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher. Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendermos que os amigos mudam. Percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida, são tomadas de você muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas - poder ser a última vez que a vemos.
Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós mesmos. Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoas que se quer ser e que o tempo é curto. Aprende que não importa onde chegou, mas onde está indo. Aprende que ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa o quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados. Aprende que herói são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências. Aprende que paciência requer muita prática. Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que ajudam a levantar-se. Aprende que quando está com raiva, tem o direito de estar com raiva, mas isso não lhe dá direitos de ser cruel.
Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que perdoar-se a si mesmo. Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o concerte. E finalmente, aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás. Portanto, plante seu jardim e decore sua alma ao invés de esperar que alguém lhe traga flores. E você aprende que realmente pode suportar... Que realmente é forte, e que pode ir muito longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor, e que você tem valor diante da vida! Nossas dúvidas são traiçoeiras... E nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar se não fosse o medo de tentar!

Viva a vida (Charles Chaplin)

Pensamos demasiadamente
Sentimos muito pouco
Necessitamos mais de humildade
Que de máquinas.
Mais de bondade e ternura
Que de inteligência.
Sem isso,
A vida se tornará violenta e
Tudo se perderá.



Já perdoei erros quase imperdoáveis,
tentei substituir pessoas insubstituíveis
e esquecer pessoas inesquecíveis.

Já fiz coisas por impulso,
já me decepcionei com pessoas quando nunca pensei me decepcionar, mas também decepcionei alguém.

Já abracei pra proteger,
já dei risada quando não podia,
fiz amigos eternos,
amei e fui amado,
mas também já fui rejeitado,
fui amado e não amei.

Já gritei e pulei de tanta felicidade,
já vivi de amor e fiz juras eternas,
"quebrei a cara muitas vezes"!

Já chorei ouvindo música e vendo fotos,
já liguei só para escutar uma voz,
me apaixonei por um sorriso,
já pensei que fosse morrer de tanta saudade
e tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo).

Mas vivi, e ainda vivo!
Não passo pela vida…
E você também não deveria passar!

Viva!
Bom mesmo é ir à luta com determinação,
abraçar a vida com paixão,
perder com classe
e vencer com ousadia,
porque o mundo pertence a quem se atreve
e a vida é "muito" pra ser insignificante.
Já perdoei erros quase imperdoáveis,
tentei substituir pessoas insubstituíveis
e esquecer pessoas inesquecíveis.

Já fiz coisas por impulso,
já me decepcionei com pessoas quando nunca pensei me decepcionar, mas também decepcionei alguém.

Já abracei pra proteger,
já dei risada quando não podia,
fiz amigos eternos,
amei e fui amado,
mas também já fui rejeitado,
fui amado e não amei.

Já gritei e pulei de tanta felicidade,
já vivi de amor e fiz juras eternas,
"quebrei a cara muitas vezes"!

Já chorei ouvindo música e vendo fotos,
já liguei só para escutar uma voz,
me apaixonei por um sorriso,
já pensei que fosse morrer de tanta saudade
e tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo).

Mas vivi, e ainda vivo!
Não passo pela vida…
E você também não deveria passar!

Viva!
Bom mesmo é ir à luta com determinação,
abraçar a vida com paixão,
perder com classe
e vencer com ousadia,
porque o mundo pertence a quem se atreve
e a vida é "muito" pra ser insignificante.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

*) Especial Bob Dylan ...



Bob Dylan
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.Ir para: navegação, pesquisa
Bob Dylan
[[Ficheiro:|220px|center|alt=|Bob Dylan em Barcelona (1984)]]Bob Dylan em Barcelona (1984)
Informação geral
Nome completo Robert Allen Zimmerman
Data de nascimento 24 de Maio de 1941 (69 anos)
Origem Duluth, Minnesota
País Estados Unidos
Gêneros Rock, folk rock, folk, blues, country, gospel
Instrumentos voz, violão, baixo, gaita, guitarra, piano
Período em atividade 1959 - presente
Gravadora(s) Columbia
Página oficial Site oficial

Robert Allen Zimmerman, mais conhecido como Bob Dylan (Duluth, 24 de maio de 1941), é um cantor e compositor norte-americano.

Nascido no estado de Minnesota, neto de imigrantes judeus russos, aos dez anos de idade Dylan escreveu seus primeiros poemas e, ainda adolescente, aprendeu piano e guitarra sozinho. Começou cantando em grupos de rock, imitando Little Richard e Buddy Holly, mas quando foi para a Universidade de Minnesota em 1959, voltou-se para a folk music, impressionado com a obra musical do lendário cantor folk Woody Guthrie, a quem foi visitar em Nova York em 1961.

Em 2004, Bob Dylan foi escolhido pela revista Rolling Stone, como o 2º melhor artista de todos os tempos, ficando atrás somente dos Beatles e uma de suas principais canções, Like a Rolling Stone, foi escolhida como a melhor de todos os tempos.



Carreira
[editar] Início de protestos
Dylan já lançou mais de 45 álbuns desde 1962, quando lançou seu primeiro disco, "Bob Dylan”, dedicado ao folk tradicional. Seu segundo álbum, “The Freewhellin' Bob Dylan”(1963), contendo apenas canções de sua autoria, consagrou o músico com o hit "Blowin' In The Wind", que se tornou um hino do movimento dos direitos civis. Além desta, canções como "A hards-rain a gonna-fall", "Masters Of War", entre outras, tornaram-se clássicas como músicas de "protesto", embora Dylan mais tarde recusasse o rótulo de "cantor de protesto". Estas músicas, que entre outras compostas por ele, abordavam temas sociais e políticos numa linguagem poética, o tornaram um fenômeno entre os jovens artistas folk da época, levando-o ao estrelato folk, principalmente após sua participação no Newport Folk Festival de 1963, onde foi promovido pela "rainha" folk da época, a cantora Joan Baez. O sucesso do álbum "The Times They Are-A-Changing" (1964) apenas consolidou esta posição.

[editar] Transição

Bob Dylan em 1963Mas logo Dylan mudou de rumos artísticos, afastando-se do movimento folk de protesto e voltando-se para canções mais pessoais, instrospectivas, ligadas a uma visão muito particular de mundo. As questões sócio-políticas de seu tempo: racismo, guerra fria, guerra do Vietname, injustiça social, cedem espaço para a temática das desilusões amorosas, amores perdidos, vagabundos errantes, liberdade pessoal, viagens oníricas e surrealistas, embaladas pela influência da poesia beat. Esta transição se dá entre 1964 e 1966, quando Dylan eletrifica a sua música, passa a tocar com uma banda de blues-rock como apoio e choca a plateia folk, com sua aproximação ao rock. Na época, muitos ignoravam que Dylan já havia tocado rock n'roll na adolescência e apreciava artistas country como Johnny Cash, que já trabalhavam com instrumentos elétricos desde os anos 50. O sucesso dos Beatles e demais roqueiros britânicos na releitura do rock americano também lhe chamaram a atenção. Em compensação, foi aclamado pela crítica, ampliou o seu público (mesmo sendo chamado de "traidor" por fãs do Dylan cantorfolk), tornando-se cada vez mais influente entre artistas contemporâneos (John Lennon que o diga) e lançando os mais apreciados discos de sua carreira, com uma série de canções clássicas de seu repertório: "Maggie's Farm", "Subterranean Homesick Blues", "Gates of Eden", "It's Alright Ma (I'm Only Bleeding)", "Mr. Tambourine Man", "Ballad Of A Thin Man", "Like a Roling Stone", "Just Like a Woman", entre outras, lançadas em seus álbuns mais inspirados: "Bringing It All Back Home" e "Highway 61 Revisited" de 1965 e o duplo "Blonde on Blonde", de 1966.

Em maio de 1966, após uma tumultuada turnê pela Inglaterra, devido ao formato rock dos shows, Dylan sofreu um grave acidente de moto que o afastou dos palcos e gravações até 1968. Em seu retorno, surpreendeu o público e a crítica com o álbum "John Wesling Hardin", fortemente influenciado pelo country, tendência que acentuou-se no trabalho seguinte, "Nashville Skyline", que trouxe o clássico "Lay Lady Lay" para as paradas. Limitando-se a apresentações esporádicas, das quais a mais importante foi sua participação no Festival da Ilha de Wight em agosto de 1969, além de sua participação no Concerto para Bangladesh, organizado por George Harrison em 1971, Dylan só voltaria a realizar turnês em 1974.

[editar] Anos 70
O que produziu no início dos anos 70 não foi bem recebido pela crítica, considerado muito abaixo de seus melhores momentos. Apenas algumas canções destacam-se: "If Not For You" (1970), "Knockin' on Heaven's Door" (1973), "Forever Young" (1974). Mas ao voltar as turnês, acompanhado pelo grupo The Band, retorna a evidência e ao sucesso, principalmente pelo elogiado duplo ao vivo "Before the Flood" (1974). Na retomada da carreira de forma mais ativa, Dylan produz "Blood On Tracks" (1975) e "Desire" (1976), seus melhores discos nos anos 70, aclamados pela crítica. Deste último, a canção "Hurricane", baseado na história de Rubin Carter, um boxeador negro preso injustamente, foi um sucesso espetacular, ao mesmo tempo que a turnê Roling Thunder Revue (75/76) era aclamada por crítica e público. É também de Desire as músicas Sara (dedicada para sua esposa) e Romance in Durango, essa ultima foi vertida para Romance no Deserto pelo cantor brasileiro Fagner para o disco de mesmo nome.

[editar] Conversão
Após seu divórcio em 1977, da esposa Sara Lownds[1], com quem era casado desde 1965, Dylan viveu uma grande crise pessoal, que refletiu-se em seu trabalho artístico. Depois de uma turnê mundial em 1978, em parte registrada no duplo ao vivo "At Budokan" (gravado no Japão), ele voltou-se para a música gospel, após converter-se ao cristianismo e filiar-se a uma igreja. Foi o período mais controverso e polêmico de sua carreira, principalmente por Dylan afastar-se de seu repertório clássico e investir em canções com temática cristã. Nesta nova fase, surpreendeu seus antigos fãs e se apróximou de músicos do segmento cristão, como Larry Norman[2], Chuck Girard[3] e Keith Green, em cujo álbum "So You Wanna Go Back to Egypt" chega a gravar uma participação com sua harmônica[4].

Mais importante do que isso, motivado por sua nova espiritualidade, Dylan gravou três álbuns: "Slow Train Coming" (1979) considerado o mais inspirado dos três, deu a Dylan um Grammy de melhor vocal masculino, pela canção "Gotta Serve Somebody". O segundo álbum, "Saved" (1980), teve uma recepção menos entusiasmada, embora na opinião de Kurt Loder da Rolling Stone este álbum fosse superior ao primeiro [5]. "Shot of Love" (1981) encerra a fase cristã de Dylan.

A despeito da intolerância das críticas à época do seu lançamento, em 2003, o conteúdo das músicas de "Gotta Serve Somebody" foi depurado, revisitado e redimido por nomes como Shirley Caesar, Helen Baylor, Chicago Mass Choir e outros representantes da música afro-americana, em "The Gospel Songs of Bob Dylan", um CD que se desdobrou em indicação para o Grammy e em documentário (2006) sobre esta fase. O jornal International Herald Tribune declarava que a interpretação afro-americana levava a música de Dylan a um outro patamar[6].

[editar] Anos 80
Com "Infidels", de 1983, Dylan afasta-se da fé cristã, volta-se inesperadamente para as suas raízes judaicas e parece reencontrar certo equilíbrio artístico. Bem recebido pela crítica, é considerado seu melhor álbum desde Desire. As apresentações ao vivo, em que volta a interpretar suas canções clássicas, marcam uma reconciliação com seu público. Em 1985 participa do especial We are the world com outros 40 grandes nomes da música estadunidense -entre eles Michael Jackson, Tina Turner, Ray Charles, Stevie Wonder - pela campanha contra a fome na África.

Dylan continua a gravar regularmente, buscando uma sonoridade "made anos 80" ao mesmo tempo em que tenta preservar seu estilo. "Down In The Grovy", álbum de 1988, passou despercebido, contém várias covers, mas equivale a uma declaração de princípios, com canções de folk-rock, gospel, rock, que demarcam os gostos artísticos preferenciais do artista. Depois de uma turnê com a lendária banda californiana Grateful Dead, ele lança o álbum "Oh Mercy" (1989), elogiado pela qualidade inesperada das canções e volta às paradas com o super-grupo Traveling Wilburys, formado com os amigos George Harrison, Tom Petty, além de Jeff Lynne e Roy Orbison.


Bob Dylan no Lida Festival de Estocolmo, Suécia, em 1996.[editar] Anos 90
No início dos anos 90, Bob Dylan parece dar uma "parada" na carreira. Para comemorar e fazer um balanço de seus 30 anos de trajetória, ele volta a gravar folk tradicional, acústico, sem importar-se com o pouco apelo comercial deste gênero nos dias atuais. Em 1992 é realizado um show-tributo em grande estilo, com a participação de vários nomes do rock, country e do soul cantando suas músicas: Eric Clapton, George Harrison, Stevie Wonder, Neil Young, Willie Nelson, Lou Reed, Eddie Vedder entre outros.

Depois do acústico produzido para a MTV em 1994, Dylan só voltaria com um CD de inéditas em 1997 (Ano que vários outros famosos voltaram a ativa com sucesso, entre eles os Bee Gees. O álbum "Time Out Of Mind" ganharia vários prêmios Grammy e foi considerado por muitos uma nova ressurreição artística, confirmada pela qualidade de "Love and Theft" (2001). Neste mesmo ano a revista Rolling Stone publicou uma lista com as 500 melhores músicas da história e em primeiro lugar ficou Like a Rolling Stone, de Bob Dylan. Atualmente registra-se um novo interesse pela vida e obra de Dylan, com o lançamento oficial de várias gravações piratas, além do lançamento do documentário "No Direction Home", de Martin Scorsese, que flagra os anos iniciais de sua carreira (1961-1966) e, mais recentemente, com "Modern Times", seu novo álbum lançado em 2006, com o qual, pela quarta vez na carreira, Dylan conquistou a liderança do ranking dos mais vendidos dos Estados Unidos, vendendo 192.000 cópias na primeira semana. A última vez que Dylan tinha alcançado a liderança nos Estados Unidos, foi com o álbum "Desire", de 1976, que ficou 5 semanas no topo das paradas. Antes disso, alcançou o primeiro lugar com o clássico disco "Blood On The Tracks", em 1975, e com "Planet Waves", no ano anterior.

[editar] Discografia
Ver artigo principal: Discografia de Bob Dylan
[editar] Pintor
Bob Dylan também pinta e desenha tendo lançado um livro de desenhos "Drawn Blank" em 1994

Fez a sua primeira exposição denominada "The Drawn Blank Series" no Museu Kunstsammlungen em Chemnitz (Alemanha) (onde há obras de Munch e Picasso) entre Outubro de 2007 e 3 de Fevereiro de 2008 com 175 aquarelas e guaches.

[editar] Escritor
Dylan escreveu o livro Tarântula em 1966, mas só foi publicado em 1971. No Brasil, o livro foi publicado em 1986 pela Editora Brasiliense (Coleção Circo de Letras) com tradução de Paulo Henriques Britto. Foi publicado em Portugal em 2007. No Brasil também foi, em 2005, lançada sua auto biografia "Crônicas Vol I",com a tradução de Lúcia Brito.

Referências
1.↑ Sara Dylan
2.↑ Larry Norman e Bob Dylan, uma troca de influências
3.↑ Dylan e Chuck Girard
4.↑ [1] Participação de Bob Dylan em "So You Wanna Go Back to Egypt", de Keith Green
5.↑ Revista Rolling Stone (1980-09-18)
6.↑ International Herald Tribune
[editar] Ver também
Lista de recordistas de vendas de discos
[editar] Ligações externas
Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Citações no Wikiquote
Imagens e media no Commons

CommonsWikiquote
Página oficial (em inglês)
Bob Dylan no IMDB (em inglês)
Como funciona Bob Dylan
Bill Parr's Christianity and Bob Dylan (em inglês)
Gotta Serve Somebody - The Gospel Songs of Bob Dylan (em inglês)
[Esconder]v • eBob Dylan
Álbuns de estúdio Bob Dylan · The Freewheelin' Bob Dylan · The Times They Are a-Changin' · Another Side of Bob Dylan · Bringing It All Back Home · Highway 61 Revisited · Blonde on Blonde · John Wesley Harding · Nashville Skyline · Self Portrait · New Morning · Pat Garrett & Billy the Kid · Dylan · Planet Waves · Blood on the Tracks · The Basement Tapes · Desire · Street Legal · Slow Train Coming · Saved · Shot of Love · Infidels · Empire Burlesque · Knocked Out Loaded · Down in the Groove · Oh Mercy · Under the Red Sky · Good as I Been to You · World Gone Wrong · Time Out of Mind · Love and Theft · Modern Times · Together Through Life · Christmas in the Heart
Álbuns ao vivo Before the Flood · Hard Rain · Bob Dylan at Budokan · Real Live · Dylan & The Dead · The 30th Anniversary Concert Celebration · MTV Unplugged · Live 1961-2000: Thirty-Nine Years of Great Concert Performances · Live at the Gaslight 1962 · Live at Carnegie Hall 1963
Compilações Bob Dylan's Greatest Hits · Bob Dylan's Greatest Hits Vol. II · Masterpieces · Biograph · Bob Dylan's Greatest Hits Volume 3 · The Essential Bob Dylan · Bob Dylan: The Collection · The Best of Bob Dylan · Blues · Dylan
Filmes Dont Look Back · Eat the Document · Pat Garrett and Billy the Kid · Renaldo and Clara · Hearts of Fire · Masked and Anonymous · No Direction Home · I'm Not There · 65 Revisited · The Other Side of the Mirror: Bob Dylan Live at the Newport Folk Festival 1963–1965
Projetos paralelos Traveling Wilburys · Theme Time Radio Hour · The Band
Artigos relacionados Discografia


Obtida de "http://pt.wikipedia.org/wiki/Bob_Dylan"
Categorias: Cantores dos Estados Unidos | Bob Dylan | Judeus dos Estados Unidos | Músicos vencedores do Grammy | Cantores de música country | Compositores premiados com o Oscar | Recordistas de vendas de discos | Recordistas de vendas de discos nos EUA | Cantores de música folclórica


Anexo:Discografia de Bob Dylan
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.Ir para: navegação, pesquisa
Discografia de Bob Dylan
Lançamentos
↙Álbuns de estúdio 34
↙Álbuns ao vivo 13
↙Álbuns de compilação 14
↙Singles 58
↙Álbuns de vídeo 3
↙Colaborações 6

Bob Dylan é um cantor e compositor norte-americano. Nasceu em Minnesota, é um dos mais importantes artistas dos géneros folk, folk rock, blues, passando pelo gospel.

De destacar são os nove álbuns pertencentes à lista dos 500 melhores álbuns de sempre da Revista Rolling Stone: The Freewheelin' Bob Dylan de 1963, Highway 61 Revisited de 1965, Blonde on Blonde de 1966, John Wesley Harding de 1967, Blood on the Tracks de 1975, The Basement Tapes de 1975, Desire de 1976, Time Out of Mind de 1997 e Love and Theft de 2001.

Índice [esconder]
1 Álbuns de estúdio
2 Compilações
3 Ao vivo
4 The Bootleg Series
5 Singles
6 Referências

[editar] Álbuns de estúdio
Álbum Ano Posições[1][2] Certificações
US 200 UK Albums U.S.[3] CAN[4]
Bob Dylan 1962 13
The Freewheelin' Bob Dylan 1963 22 11 Platina
The Times They Are a-Changin' 1964 20 15 Ouro
Another Side of Bob Dylan 1964 43 8 Ouro
Bringing It All Back Home 1965 6 1 Platina
Highway 61 Revisited 1965 3 4 Platina Ouro
Blonde on Blonde 1966 9 3 2x Platina
John Wesley Harding 1967 2 1 Platina
Nashville Skyline 1969 3 1 Platina Ouro
Self Portrait 1970 4 1 Ouro
New Morning 1970 7 1 Ouro
Pat Garrett & Billy the Kid 1973 16 29 Ouro
Dylan 1973 17 10 Ouro
Planet Waves 1974 1 7 Ouro
Blood on the Tracks 1975 1 4 2x Platina Platina
The Basement Tapes 1975 7 8 Ouro
Desire 1976 1 3 2x Platina Platina
Street Legal 1978 11 2 Ouro Platina
Slow Train Coming 1979 3 2 Platina 2x Platina
Saved 1980 24 3
Shot of Love 1981 33 6
Infidels 1983 20 9 Ouro Ouro
Empire Burlesque 1985 33 11 Ouro
Knocked Out Loaded 1986 54 35
Down in the Groove 1988 61 32
Oh Mercy 1989 30 6 Ouro
Under the Red Sky 1990 38 13
Good as I Been to You 1992 51 18
World Gone Wrong 1993 70 35
Time Out of Mind 1997 10 10 Platina Ouro
Love and Theft 2001 5 3 Ouro
Modern Times 2006 1 3 Platina Platina
Together Through Life 2009 1 1
Christmas in the Heart 2009 1 1

[editar] Compilações
Álbum Ano Posições[1][2] Certificações
US UK U.S.[3] CAN[4]
Bob Dylan's Greatest Hits 1967 10 6 5x Platina 2x Platina
Bob Dylan's Greatest Hits Vol. II 1971 14 12 5x Platina 2x Platina
Masterpieces 1978
Biograph 1985 33 Platina
Bob Dylan's Greatest Hits Volume 3 1994 126 Ouro
The Best of Bob Dylan, Vol. 1 (RU) 1997 6
The Best of Bob Dylan, Vol. 2 (RU) 2000
The Essential Bob Dylan 2000 67 9 Platina
The Best of Bob Dylan (EUA) 2005
Bob Dylan: The Collection 2007
Dylan (Versão disco single) 2007 3 10 Ouro
Dylan (Versão Deluxe) 2007 93

[editar] Ao vivo
Álbum Ano Posições[1][2] Certificações
US 200 UK Albums U.S.[3] CAN[4]
Before the Flood 1974 3 8 Platina
Hard Rain 1976 17 3 Ouro
Bob Dylan at Budokan 1979 13 4 Ouro Ouro
Real Live 1984 115 54
Dylan & The Dead 1989 37 38 Ouro
The 30th Anniversary Concert Celebration 1993 40
MTV Unplugged 1995 23 10 Ouro
Live 1961-2000: Thirty-Nine Years of Great Concert Performances (Japão) 2001
Live at the Gaslight 1962 2005
Live at Carnegie Hall 1964 2005

[editar] The Bootleg Series
Álbum Ano Posições[1][2] Certificações
US UK U.S.[3] CAN[4]
The Bootleg Series Volumes 1–3 (Rare & Unreleased) 1961–1991 1991 49 32 Ouro
The Bootleg Series Vol. 4: Bob Dylan Live 1966, The "Royal Albert Hall" Concert 1998 31 19 Ouro
The Bootleg Series Vol. 5: Bob Dylan Live 1975, The Rolling Thunder Revue 2002 56 69 Ouro
The Bootleg Series Vol. 6: Bob Dylan Live 1964, Concert at Philharmonic Hall 2004 28 33
The Bootleg Series Vol. 7: No Direction Home: The Soundtrack 2005 16 21 Ouro
The Bootleg Series Vol. 8: Tell Tale Signs (Versão dupla) 2008 6 9
The Bootleg Series Vol. 8: Tell Tale Signs (Versão Deluxe) 2008
The Bootleg Series Vol. 9: The Witmark Demos: 1962–1964 2010 12 18

[editar] Singles
Ano Single Tabelas
[5][6][2] Álbum
US US Main UK
1962 "Mixed-Up Confusion" / "Corrina, Corrina" - - - Não é single do disco / Biograph
1963 "Blowin' in the Wind" - - - The Freewheelin' Bob Dylan
1965 "The Times They Are a-Changin'" - - 9 The Times They Are a-Changin'
"Maggie's Farm" - - 22 Bringing It All Back Home
"Subterranean Homesick Blues" 39 - 9
"Like a Rolling Stone" 2 - 4 Highway 61 Revisited
"Positively 4th Street" 7 - 8 Não é single do disco / Biograph / Bob Dylan's Greatest Hits
"Can You Please Crawl Out Your Window?" 58 - 17 Não é single do disco / Biograph
1966 "One of Us Must Know (Sooner or Later)" 119 - 33 Blonde on Blonde
"Rainy Day Women No. 12 & 35" 2 - 7
"I Want You" 20 - 16
"Just Like a Woman" 33 - -
1967 "Leopard-Skin Pill-Box Hat" 81 - -
1969 "I Threw It All Away" 85 - 30 Nashville Skyline
"Lay Lady Lay" 7 - 5
"Tonight I'll Be Staying Here with You" 50 - -
1970 "Wigwam" 41 - - Self Portrait
1971 "Watching the River Flow" 41 - 24 Bob Dylan's Greatest Hits Vol. II / Não é single do disco
"If Not for You" - - - New Morning
"George Jackson" 33 - - Não é single do disco
1973 "Knockin' on Heaven's Door" 12 - 14 Pat Garrett & Billy the Kid
1973 "A Fool Such as I" 55 - - Dylan
1974 "On a Night Like This" 44 - - Planet Waves
"Something There Is About You" 107 - -
"Most Likely You Go Your Way (And I'll Go Mine)" (com The Band) 66 - - Before the Flood
"All Along the Watchtower" - - -
1975 "Tangled Up in Blue" 31 - - Blood on the Tracks
"Hurricane" 33 - 43 Desire
1976 "Mozambique" 54 - -
1977 "Rita May" 110 - - Não é single do álbum
1978 "Is Your Love in Vain?" - - 56 Street Legal
"Baby Stop Crying" - - 13
"Changing of the Guards" - - -
1979 "Gotta Serve Somebody" 24 - - Slow Train Coming
"Precious Angel"/"Trouble in Mind" - - -
1980 "Man Gave Names to All the Animals" - - -
"Solid Rock" - - - Saved
"Saved" - - -
1981 "Shot of Love" - 38 - Shot of Love
"Heart of Mine" - - -
1983 "Union Sundown" - - 90 Infidels
1984 "Jokerman" - - -
"Sweetheart Like You" 55 - -
1985 "Tight Connection to My Heart (Has Anybody Seen My Love?)" 103 19 - Empire Burlesque
"When the Night Comes Falling from the Sky" - - -
1986 "Band of the Hand" - 28 - Não é single do álbum
1986 "Got My Mind Made Up" - 23 - Knocked Out Loaded
1988 "Silvio" - 5 - Down in the Groove
1989 "Everything Is Broken" - 8 98 Oh Mercy
"Slow Train" (com The Grateful Dead) - 8 - Dylan & The Dead
1990 "Unbelievable" - 21 93 Under the Red Sky
1993 "My Back Pages" - 26 - The 30th Anniversary Concert Celebration
1995 "Dignity" - - 33 MTV Unplugged
1998 "Not Dark Yet" - - - Time Out of Mind
"Love Sick" - - 64 Time Out of Mind
2000 "Things Have Changed" - - 58 Wonder Boys
2006 "Someday Baby" 98[7] - - Modern Times
2007 "Most Likely You'll Go Your Way (And I'll Go Mine)" (Mark Ronson Re-Version) - - 51 Dylan promoção / Não é single do disco
2008 "Dreamin' of You" - - - The Bootleg Series Vol. 8: Tell Tale Signs
2009 Beyond Here Lies Nothin' - - - Together Through Life

Referências
1.↑ a b c d allmusic ((( Bob Dylan > Charts & Awards > Billboard Albums)))
2.↑ a b c d e http://www.everyhit.com/
3.↑ a b c d RIAA Gold and Platinum Search for albums by Bob Dylan
4.↑ a b c d http://www.cria.ca/cert_db_search.php
5.↑ allmusic ((( Bob Dylan > Charts & Awards > Billboard Singles)))
6.↑ Bob Dylan Singles Chart History. Billboard.com. Nielsen Business Media, Inc. Página visitada em 2008-03-17.
7.↑ Atualmente esta música atingiu o nº 98 no Pop 100.
[Esconder]v • eBob Dylan
Álbuns de estúdio Bob Dylan · The Freewheelin' Bob Dylan · The Times They Are a-Changin' · Another Side of Bob Dylan · Bringing It All Back Home · Highway 61 Revisited · Blonde on Blonde · John Wesley Harding · Nashville Skyline · Self Portrait · New Morning · Pat Garrett & Billy the Kid · Dylan · Planet Waves · Blood on the Tracks · The Basement Tapes · Desire · Street Legal · Slow Train Coming · Saved · Shot of Love · Infidels · Empire Burlesque · Knocked Out Loaded · Down in the Groove · Oh Mercy · Under the Red Sky · Good as I Been to You · World Gone Wrong · Time Out of Mind · Love and Theft · Modern Times · Together Through Life · Christmas in the Heart
Álbuns ao vivo Before the Flood · Hard Rain · Bob Dylan at Budokan · Real Live · Dylan & The Dead · The 30th Anniversary Concert Celebration · MTV Unplugged · Live 1961-2000: Thirty-Nine Years of Great Concert Performances · Live at the Gaslight 1962 · Live at Carnegie Hall 1963
Compilações Bob Dylan's Greatest Hits · Bob Dylan's Greatest Hits Vol. II · Masterpieces · Biograph · Bob Dylan's Greatest Hits Volume 3 · The Essential Bob Dylan · Bob Dylan: The Collection · The Best of Bob Dylan · Blues · Dylan
Filmes Dont Look Back · Eat the Document · Pat Garrett and Billy the Kid · Renaldo and Clara · Hearts of Fire · Masked and Anonymous · No Direction Home · I'm Not There · 65 Revisited · The Other Side of the Mirror: Bob Dylan Live at the Newport Folk Festival 1963–1965
Projetos paralelos Traveling Wilburys · Theme Time Radio Hour · The Band
Artigos relacionados Discografia
Obtida de "http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:Discografia_de_Bob_Dylan"
Categoria: Discografias por artistaFerramentas pessoais
Entrar / criar contaEspaços nominais
AnexoDiscussãoVariantesVistas
LerEditarVer históricoAções
Busca

Navegação
Página principalConteúdo destacadoEventos atuaisEsplanadaPágina aleatóriaPortaisColaboração
Boas-vindasAjudaPágina de testesPortal comunitárioMudanças recentesEstaleiroCriar páginaPáginas novasContatoDonativosImprimir/exportar
Criar um livroDescarregar como PDFVersão para impressão
Ferramentas
Páginas afluentesAlterações relacionadasCarregar ficheiroPáginas especiaisLink permanente





Início de protestos
Dylan já lançou mais de 45 álbuns desde 1962, quando lançou seu primeiro disco, "Bob Dylan”, dedicado ao folk tradicional. Seu segundo álbum, “The Freewhellin' Bob Dylan”(1963), contendo apenas canções de sua autoria, consagrou o músico com o hit "Blowin' In The Wind", que se tornou um hino do movimento dos direitos civis. Além desta, canções como "A hards-rain a gonna-fall", "Masters Of War", entre outras, tornaram-se clássicas como músicas de "protesto", embora Dylan mais tarde recusasse o rótulo de "cantor de protesto". Estas músicas, que entre outras compostas por ele, abordavam temas sociais e políticos numa linguagem poética, o tornaram um fenômeno entre os jovens artistas folk da época, levando-o ao estrelato folk, principalmente após sua participação no Newport Folk Festival de 1963, onde foi promovido pela "rainha" folk da época, a cantora Joan Baez. O sucesso do álbum "The Times They Are-A-Changing" (1964) apenas consolidou esta posição.

[editar] Transição

Bob Dylan em 1963Mas logo Dylan mudou de rumos artísticos, afastando-se do movimento folk de protesto e voltando-se para canções mais pessoais, instrospectivas, ligadas a uma visão muito particular de mundo. As questões sócio-políticas de seu tempo: racismo, guerra fria, guerra do Vietname, injustiça social, cedem espaço para a temática das desilusões amorosas, amores perdidos, vagabundos errantes, liberdade pessoal, viagens oníricas e surrealistas, embaladas pela influência da poesia beat. Esta transição se dá entre 1964 e 1966, quando Dylan eletrifica a sua música, passa a tocar com uma banda de blues-rock como apoio e choca a plateia folk, com sua aproximação ao rock. Na época, muitos ignoravam que Dylan já havia tocado rock n'roll na adolescência e apreciava artistas country como Johnny Cash, que já trabalhavam com instrumentos elétricos desde os anos 50. O sucesso dos Beatles e demais roqueiros britânicos na releitura do rock americano também lhe chamaram a atenção. Em compensação, foi aclamado pela crítica, ampliou o seu público (mesmo sendo chamado de "traidor" por fãs do Dylan cantorfolk), tornando-se cada vez mais influente entre artistas contemporâneos (John Lennon que o diga) e lançando os mais apreciados discos de sua carreira, com uma série de canções clássicas de seu repertório: "Maggie's Farm", "Subterranean Homesick Blues", "Gates of Eden", "It's Alright Ma (I'm Only Bleeding)", "Mr. Tambourine Man", "Ballad Of A Thin Man", "Like a Roling Stone", "Just Like a Woman", entre outras, lançadas em seus álbuns mais inspirados: "Bringing It All Back Home" e "Highway 61 Revisited" de 1965 e o duplo "Blonde on Blonde", de 1966.

Em maio de 1966, após uma tumultuada turnê pela Inglaterra, devido ao formato rock dos shows, Dylan sofreu um grave acidente de moto que o afastou dos palcos e gravações até 1968. Em seu retorno, surpreendeu o público e a crítica com o álbum "John Wesling Hardin", fortemente influenciado pelo country, tendência que acentuou-se no trabalho seguinte, "Nashville Skyline", que trouxe o clássico "Lay Lady Lay" para as paradas. Limitando-se a apresentações esporádicas, das quais a mais importante foi sua participação no Festival da Ilha de Wight em agosto de 1969, além de sua participação no Concerto para Bangladesh, organizado por George Harrison em 1971, Dylan só voltaria a realizar turnês em 1974.

[editar] Anos 70
O que produziu no início dos anos 70 não foi bem recebido pela crítica, considerado muito abaixo de seus melhores momentos. Apenas algumas canções destacam-se: "If Not For You" (1970), "Knockin' on Heaven's Door" (1973), "Forever Young" (1974). Mas ao voltar as turnês, acompanhado pelo grupo The Band, retorna a evidência e ao sucesso, principalmente pelo elogiado duplo ao vivo "Before the Flood" (1974). Na retomada da carreira de forma mais ativa, Dylan produz "Blood On Tracks" (1975) e "Desire" (1976), seus melhores discos nos anos 70, aclamados pela crítica. Deste último, a canção "Hurricane", baseado na história de Rubin Carter, um boxeador negro preso injustamente, foi um sucesso espetacular, ao mesmo tempo que a turnê Roling Thunder Revue (75/76) era aclamada por crítica e público. É também de Desire as músicas Sara (dedicada para sua esposa) e Romance in Durango, essa ultima foi vertida para Romance no Deserto pelo cantor brasileiro Fagner para o disco de mesmo nome.

[editar] Conversão
Após seu divórcio em 1977, da esposa Sara Lownds[1], com quem era casado desde 1965, Dylan viveu uma grande crise pessoal, que refletiu-se em seu trabalho artístico. Depois de uma turnê mundial em 1978, em parte registrada no duplo ao vivo "At Budokan" (gravado no Japão), ele voltou-se para a música gospel, após converter-se ao cristianismo e filiar-se a uma igreja. Foi o período mais controverso e polêmico de sua carreira, principalmente por Dylan afastar-se de seu repertório clássico e investir em canções com temática cristã. Nesta nova fase, surpreendeu seus antigos fãs e se apróximou de músicos do segmento cristão, como Larry Norman[2], Chuck Girard[3] e Keith Green, em cujo álbum "So You Wanna Go Back to Egypt" chega a gravar uma participação com sua harmônica[4].

Mais importante do que isso, motivado por sua nova espiritualidade, Dylan gravou três álbuns: "Slow Train Coming" (1979) considerado o mais inspirado dos três, deu a Dylan um Grammy de melhor vocal masculino, pela canção "Gotta Serve Somebody". O segundo álbum, "Saved" (1980), teve uma recepção menos entusiasmada, embora na opinião de Kurt Loder da Rolling Stone este álbum fosse superior ao primeiro [5]. "Shot of Love" (1981) encerra a fase cristã de Dylan.

A despeito da intolerância das críticas à época do seu lançamento, em 2003, o conteúdo das músicas de "Gotta Serve Somebody" foi depurado, revisitado e redimido por nomes como Shirley Caesar, Helen Baylor, Chicago Mass Choir e outros representantes da música afro-americana, em "The Gospel Songs of Bob Dylan", um CD que se desdobrou em indicação para o Grammy e em documentário (2006) sobre esta fase. O jornal International Herald Tribune declarava que a interpretação afro-americana levava a música de Dylan a um outro patamar[6].

[editar] Anos 80
Com "Infidels", de 1983, Dylan afasta-se da fé cristã, volta-se inesperadamente para as suas raízes judaicas e parece reencontrar certo equilíbrio artístico. Bem recebido pela crítica, é considerado seu melhor álbum desde Desire. As apresentações ao vivo, em que volta a interpretar suas canções clássicas, marcam uma reconciliação com seu público. Em 1985 participa do especial We are the world com outros 40 grandes nomes da música estadunidense -entre eles Michael Jackson, Tina Turner, Ray Charles, Stevie Wonder - pela campanha contra a fome na África.

Dylan continua a gravar regularmente, buscando uma sonoridade "made anos 80" ao mesmo tempo em que tenta preservar seu estilo. "Down In The Grovy", álbum de 1988, passou despercebido, contém várias covers, mas equivale a uma declaração de princípios, com canções de folk-rock, gospel, rock, que demarcam os gostos artísticos preferenciais do artista. Depois de uma turnê com a lendária banda californiana Grateful Dead, ele lança o álbum "Oh Mercy" (1989), elogiado pela qualidade inesperada das canções e volta às paradas com o super-grupo Traveling Wilburys, formado com os amigos George Harrison, Tom Petty, além de Jeff Lynne e Roy Orbison.


Bob Dylan no Lida Festival de Estocolmo, Suécia, em 1996.[editar] Anos 90
No início dos anos 90, Bob Dylan parece dar uma "parada" na carreira. Para comemorar e fazer um balanço de seus 30 anos de trajetória, ele volta a gravar folk tradicional, acústico, sem importar-se com o pouco apelo comercial deste gênero nos dias atuais. Em 1992 é realizado um show-tributo em grande estilo, com a participação de vários nomes do rock, country e do soul cantando suas músicas: Eric Clapton, George Harrison, Stevie Wonder, Neil Young, Willie Nelson, Lou Reed, Eddie Vedder entre outros.

Depois do acústico produzido para a MTV em 1994, Dylan só voltaria com um CD de inéditas em 1997 (Ano que vários outros famosos voltaram a ativa com sucesso, entre eles os Bee Gees. O álbum "Time Out Of Mind" ganharia vários prêmios Grammy e foi considerado por muitos uma nova ressurreição artística, confirmada pela qualidade de "Love and Theft" (2001). Neste mesmo ano a revista Rolling Stone publicou uma lista com as 500 melhores músicas da história e em primeiro lugar ficou Like a Rolling Stone, de Bob Dylan. Atualmente registra-se um novo interesse pela vida e obra de Dylan, com o lançamento oficial de várias gravações piratas, além do lançamento do documentário "No Direction Home", de Martin Scorsese, que flagra os anos iniciais de sua carreira (1961-1966) e, mais recentemente, com "Modern Times", seu novo álbum lançado em 2006, com o qual, pela quarta vez na carreira, Dylan conquistou a liderança do ranking dos mais vendidos dos Estados Unidos, vendendo 192.000 cópias na primeira semana. A última vez que Dylan tinha alcançado a liderança nos Estados Unidos, foi com o álbum "Desire", de 1976, que ficou 5 semanas no topo das paradas. Antes disso, alcançou o primeiro lugar com o clássico disco "Blood On The Tracks", em 1975, e com "Planet Waves", no ano anterior.

[
Noutras línguas
DeutschEnglishEspañolFrançaisGalegoMagyarItaliano日本語ქართული‪Norsk (nynorsk)‬‪Norsk (bokmål)‬Русский中文Esta página foi modificada pela última vez às 00h03min de 29 de dezembro de 2010.
Este texto é disponibilizado nos termos da licença Atribuição-Compartilhamento pela mesma Licença 3.0 Unported (CC-BY-SA); pode estar sujeito a condições adicionais. Consulte as Condições de Uso para mais detalhes.



>> ouvindo Like a Rolling Stone, clássico dele, mais músicas no www.letras.mus.br