segunda-feira, 11 de abril de 2011

.) Leiam com atenção este post ...






Acessem o myspace de uma das revelações do Rock Gaúcho, uma banda de Porto ALegre/RS que vem se destacando dia após dia, talentosos e inteligentes, eu garanto que em breve conquistarão o cenário nacional e por que não mundial,

>> http://www.myspace.com/haciendosuk/


Um dos integrantes já é famoso, quando teve Oasis em Porto Alegre/RS, ganhou autógrafo nada mais nada menos do que integrante do Oasis em sua guitarra, o registro está no Jornal Zero Hora, vale a pena conferir.


No primeiro dia do progama o comunicador citado abaixo,tocou uma pérola do Cut Copy (banda da foto acima), e depois de alguns dias só tenho ouvido o progama na Rádio Atlântida FM,trata-se do Laboratório Pop, apresentado pelo Alexandre Porto Fetter (@realfetter), é um misto de novidades com algumas que já tocaram, vale a pena conferir, com a produção do Arthur Gubert (@arthuratl) e Fábio Codevilla (@codevilla), de 2ªf ás 6ªf das 17h ás 18h, imperdível, ouçam lá ...



Mensagem abaixo retirada do site www.maisnova.fm.br Mensagem do Dia


O dia fora cansativo. As trevas já cobriam a terra. Ele estava atrasado. Assim mesmo, decidiu ingressar no supermercado. Percorreu os grandes corredores. Apressadamente, ansioso, abarrotou o carrinho de mercadorias. Dirigiu-se para os caixas. Havia duas filas. Por um instante, pensou em abandonar as mercadorias, tomar a porta de saída e voltar para casa. Mas, era longe e deveria voltar no dia seguinte. Certificou-se da razão das duas filas. Na menor, conferiu a placa: “para idosos – mais de 60 anos – gestantes e mães com crianças até dois anos”.

Ele já estava próximo de completar 61. Nunca havia feito uso do privilégio de ser idoso. Mas, naquela hora, decidiu usar o expediente. Afinal, se a lei o favorecia, por que não usá-la? Ganharia tempo. Logo, seria atendido, alcançaria o estacionamento e, em breve, estaria em casa. Postou-se na fila dos idosos. Não sem algum constrangimento. Percorreu o rosto dos que estavam na longa fila. E todos, pareciam dizer em seu silêncio: “Espertinho. Volte para a sua fila. Aquela é para os idosos”.
Sorrindo ele também, com a mão esquerda, investigou o bolso até encontrar a carteira de identidade. Estava certo de que a moça do caixa iria lha solicitar como comprovante de sua idade. E daria um carteiraço. Seria a sua glória. Consagração. Todos saberiam que, apesar de não parecer, o que muito o lisonjeava, ele era um idoso.

Chegou o momento. Empurrou, agilmente, o carrinho. A moça do caixa, sorriu ao dizer-lhe: “Desculpe a demora, senhor”. Procedeu à soma dos valores. Ele efetuou o pagamento e dirigiu-se ao automóvel com os produtos. Era o homem mais infeliz do mundo. Desejava ter sumido. Soube, então, que era velho. Sentiu-se velho.

Meninas do caixa, por favor, solicitem comprovante de idade. Digam:
“Não acredito”. “Quero prova”. “Parece tão jovem”. Os idosos agradecerão. Mais ainda se for a primeira oportunidade. Porque a primeira vez ninguém esquece.

Um comentário:

Edson Marques disse...

Que bom que você gostou do meu poema Mude!

Porém, ao contrário do que você diz, não é de Clarice Lispector.

Assim como você, muita gente supõe erradamente que esse poema é de Clarice.

Mas não é.

No meu blog publico todas as "provas" de que sou o autor:
1. Registro do poema Mude na Biblioteca Nacional em agosto de 2003.
2. Livro Mude, editado pela Pandabooks, com prefácio de Antonio Abujamra.
3. CD Filtro Solar, Pedro Bial, onde na faixa 4 o Mude foi publicado (contrato que fiz com a Sony Music)
4. Veja o vídeo Mude, completo, que foi comercial da Fiat:
http://www.youtube.com/watch?v=NTZ7AGvT44Y

Enfim, o que o escritor mais gosta é disso mesmo: ver sua obra reconhecida -- ainda que com autoria "transferida" para Clarice Lispector...

Espero que, mesmo agora sabendo que não é de Clarice, você mantenha o texto em seu blog. E,
se puder, corrija a autoria.

Mude,
Mas comece devagar,
Porque a direção é mais importante que a velocidade.

Veja o poema na íntegra em www.Mude.blogspot.com

Abraços!